A Droga da Obediência – Pedro Bandeira

Oi gente!! E aí, tudo certo com vocês? Quem aqui conhece Pedro Bandeira? Todo mundo, né? Mesmo que seja só de ouvir falar, mesmo que tenha sido só na escola que você leu, todo mundo sabe quem ele é, um dos melhores escritores infantis brasileiros, e eu, lógico, sou fã de carteirinha! Essa série que vou começar a resenhar hoje (eu sei, eu sei, mereço uns cascudos por estar com tantas outras atrasadas, mas calma, nada de pânico que tudo vai dar certo!) é antiga, mas maravilhosa! Começa com o livro “A Droga da Obediência”.

Bom, pra começar, é importante saber quem são os Karas (assim mesmo, com K). Magrí, Calú, Crânio, Chumbinho e Miguel começaram os Karas como uma brincadeira de investigações, mas acabaram por se envolver em combate ao crime de verdade. Eles estudam no (fictício) colégio Elite, em São Paulo, e cada um deles tem suas habilidades: Miguel é o líder do grupo, muito corajoso e destemido; Calu é o ator, bonito e desejado por todas as meninas da escola; Crânio é o gênio do grupo, parece até saber de tudo; Magri é uma garota doce e bonita, esportista e habilidosa. E Chumbinho? É o caçula, que descobre que o grupo existe e chantageia os quatro para o deixarem entrar.

Nesse primeiro livro, os Karas querem descobrir porque três alunos estão sumindo por semana em cada escola de São Paulo, e porque isso está acontecendo. Para isso, eles tem que investigar sem se atrapalhados pelos detetives Andrade e Rubens, que não querem adolescentes se metendo em problemas que são ‘de gente grande’. Os cinco estão com sérios problemas, afinal, o malvado Doutor Q.I., que está por trás dos sumiços parece ter inventado um modo perfeito de controlar os adolescentes que sequestra através de uma droga. Mas quem é o Doutor Q.I.? Por que ele quer esses adolescentes? O que está acontecendo com eles? Essas e outras perguntas tem de ser respondidas pelos Karas se quiserem ver todos os adolescentes a salvo de um homem que, aparentemente, é louco!

Bom, eu adoooro essa série, e por ser brasileira dá até um gostinho maior de ler, ainda mais com tantas aventuras, que podem, ou não, ser meio irreais, depende da opinião de quem ler. Eu achei as personagens muito consistentes, e adorei o Chumbinho, ele é muito esperto e fofo! Achei que a Magri é uma menina de muita fibra, e, confesso, adorei ver que os três (Miguel, Crânio e Calu) são apaixonados por ela! Dá mais emoção nas histórias da série! rss! Eu li quando era bem novinha, mas continuo gostando, e recomendo! Quem mais por aí leu? Beijos a todos e até a próxima!

Série Os Karas:

1- A droga da obediência

2- Pântano de sangue

3- Anjo da morte

4- A droga do amor

5- Droga de americana!