A Parede Branca do meu Quarto – Marina Oliveira

Oi! Este blog anda mesmo uma bagunça, com resenhas saindo em dias que não eram pra sair, por isso peço desculpas! Hoje vim fazer minha mea culpa e redenção resenhando um livro que estava na minha espera há tempos já – eu o li no dia em que ganhei da autora e amiga querida – e que ficou esperando o post de lançamento. Sem mais delongas, aqui está o que eu achei de “A Parede Branca do meu Quarto”!

1

“Após ter um vídeo postado no Youtube sobre o surto psicótico que teve durante uma prova, Mariana Vilar virou uma celebridade da internet. Infelizmente, isso não trouxe nenhuma vantagem para a vida dela: foi expulsa do colégio antigo, perdeu o contato com o melhor amigo e, agora, ainda tem que aguentar as pessoas perguntando a todo tempo se a conhecem de algum lugar. Chega a hora de cursar o terceiro ano do Ensino Médio, não vai ser fácil. Novo colégio, rodeado de pessoas diferentes. Os desafios surgem e as inquietudes aumentam. Mariana começa a perceber que as experiências e desejos que guiavam o seu comportamento antes, de repente não fazem mais sentido. Entender as mudanças que vão desde belos momentos afetivos até estranhas festas da elite brasiliense será uma questão de sobrevivência.”

Primeiramente eu preciso esclarecer que, sendo a Marina minha amiga ou não, este blog apresenta SEMPRE o que eu realmente penso sobre os livros que eu leio. Isso dito, posso continuar com calma a falar sobre o que eu gostei e o que eu não gostei na obra sem que vocês pensem que estou puxando o saco dela. Sim, eu adorei o livro! Quando o peguei pra ler fiquei feliz de sentir entre as mãos e de ler uma história que me interessasse tanto a ponto de me fazer terminar em poucas horas e com uma satisfação enorme. A escrita da Marina é leve, divertida e cheia de reflexões importantes e bonitas sobre situações pelas quais todos passamos na vida, mas que às vezes não sabemos analisar bem. A história é não só boa e divertida como também plausível, poderia muito bem acontecer com qualquer um de nós ou mesmo com alguém que conheçamos. Isso dito, vem minha primeira ressalva em relação ao livro: uma determinada família tem um sobrenome estrangeiro, o que, pra quem mora em Brasília, é bem comum, mas o fato de o sobrenome ser inglês/americano me fez torcer o nariz, porque não é o mais comum aqui na capital federal e me deixou com uma pontinha de agonia. Implicância besta, eu sei, mas é pra vocês não dizerem que eu não vi defeito nenhum. A história se passar em Brasília foi muito especial, já que é sempre uma delícia ler sobre um lugar que você conhece bem!

Em relação a combinação de personagens e história, a única outra coisa que me incomodou, no entanto, foi o comportamento ligeiramente não-orgânico da protagonista, Mariana. Eu sei que ela é uma adolescente e que está passando por mudanças – hormonais e de caráter -, mas às vezes sentia que a personagem era duas em uma, e isso me deixava meio chateada com ela. Do meio da narrativa em diante tudo fica bem mais suave, e aí eu passei a gostar mesmo dela! Minhas personagens preferidas foram a avó dela e o Maurício, mas não vou contar os motivos, senão estraga o livro.

Antes de acabar a resenha, preciso falar da capa, linda linda! A arte foi feita por uma amiga da Marina, e representa uma flor de Ipê, que é quase um patrimônio cultural de Brasília – são árvores lindas, com uma simbologia maravilhosa, já que florescem em plena seca, quando tudo parece morto. Não deixa de ser um contraponto lindo pra história, e eu achei a escolha super apropriada, já que o livro se passa aqui! Só gostaria que a editora desse uma olhadinha um pouco maior antes da próxima impressão – porque eu sei que teremos muitas! O livro é ótimo! – porque eu achei erros de gramática na primeira metade do livro, e isso não pode, né? À parte essas poucas e pequenas ressalvas, o livro é simplesmente incrível! Recomendo muito, demais, bastante, e fico feliz de poder dizer que foi escrito por uma amiga minha!

Espero que tenham gostado! Boa semana para todos nós e até a próxima!


3 thoughts on “A Parede Branca do meu Quarto – Marina Oliveira

  1. Oi, Nina.
    Acho muito fofa essa preocupação que você tem com a organização das postagens do blog…
    Vou confessar que não consigo ter uma agenda assim tão organizada! No máximo eu consigo fazer uma planilha com as postagens que quero fazer no mês e vou “ticando” as tarefas cumpridas! kkkk
    Sobre o livro, fiquei super curiosa! O tema é bem atual e parece que o livro é bem escrito, então vou ver se acho um exemplar!!
    Beijos
    Camis

    • Oi Camis!

      Eu sou toda neurada porque fico lembrando de quando comecei o blog, e prometia postagens que demoravam uma vida inteira pra sair… hoje em dia eu tenho uma lista com todas os temas que prometi abordar no blog pra que um dia eles saiam do plano teórico, mas como minha vida anda super corrida eu acabo por demorar… mas vão sair todas, tenho fé! Nesse meio tempo, tento pelo menos manter as resenhas nos dias certos, daí eu sempre pedir desculpas! rss!

      Tenta ler o livro sim! A Marina é ótima e o livro é uma graça!

      Beijos!

  2. Pingback: Retrospectiva Literária de 2015 | O Mundo da Marina

Tem algo a acrescentar?