As Terras Devastadas (The Waste Lands) – Stephen King

Última resenha da semana e é hora de Roland e seu ka-tet atravessarem “As Terras Devastadas”, ainda em busca da Torre Negra, no livro que realmente começou a me atrair feito um ímã para aquela que é considerada a maior obra de Stephen King. Nesse livro eu comecei a ter um vislumbre melhor da mitologia que envolve a Torre, e comecei a ver sentido em algumas coisas que até então não estavam muito bem explicadas, então comecei a me envolver de verdade. Preparem-se para a resenha do próximo livro: foi meu preferido na série e partiu meu coração mil vezes!

livros0001

Pode conter spoilers involuntários dos livros anteriores

“Neste terceiro volume da série, Roland, o último Pistoleiro, se aproxima ainda mais da Torre Negra de seus sonhos e pesadelos – atravessando um deserto amaldiçoado em um mundo macabro que é uma imagem distorcida do nosso próprio mundo. Junto com Roland estão dois daqueles que ele levou consigo para esse universo: o ex-viciado nova-iorquino Eddie Dean e Susannah, nova identidade da mulher que combina em um mesmo corpo duas personalidades distintas. À sua frente estão as extraordinárias revelações sobre quem ele é e o que o motiva em sua busca. E contra ele se perfila uma legião cada vez mais numerosa de inimigos, humanos ou não. À medida que o ritmo da ação e aventura, da descoberta e do perigo se acelera cada vez mais, o leitor é irremediavelmente absorvido por um drama espetacular ao mesmo tempo assustador como um pesadelo… e estranhamente familiar.”

Bom, as personagens em “A Torre Negra” são basicamente as mesmas ao longo da série, aparecendo, em cada volume novo, algumas secundárias que ajudam a conduzir a história. Nesse livro o ka-tet de Roland finalmente se completa, e a novidade maior é ver a interação entre cada um dos membros desse grupo. Roland passa por uma fase difícil durante a história, e é bem sofrido acompanhar a luta dele para recuperar a razão, mas quando isso acontece é como um banho fresco em um dia quente! Jake é uma personagem de que eu gosto bastante, me identifico com ele: ainda tão criança, e tão precoce, sofrendo problemas de gente grande. Também fui assim quando criança, mas não acho que tenha tido a mesma coragem dele. Gostei de vê-lo interagir com Roland, e gostei de ver a família que o ka-tet vai se tornando, mesmo que a contragosto (principalmente da parte de Eddie).

A história desse livro é tensa, dura, mas bem gratificante: finalmente começamos a entender direito o que é a Torre Negra, o que ela representa para o mundo (mas só dá pra ver a extensão dela na alma do Roland no próximo livro). O único outro livro do Stephen King que eu tinha lido antes dessa série foi “Os Olhos do Dragão”, e ele não me deixou tão tensa quanto essa série! Passei uma boa parte do tempo me sentindo como uma corda que foi muito esticada e que pode quebrar a qualquer momento! Acho que, até aqui, não estava acostumada a esse tipo de leitura, e olha que me orgulho de ler de tudo, sem preconceitos prévios (se vou gostar do livro, ou não, já é outra coisa…). Gostei bastante desse livro, se fizesse um ranking da série, ficaria para mim, em termos de preferência, em segundo lugar (fiquei surpresa ao me dar conta disso! Só percebi enquanto escrevia…). Muito recomendado!

Espero que tenham gostado! Bom restinho de semana (e fim de semana), e até a próxima!

Série “A Torre Negra”:

01 – O Pistoleiro

02- A Escolha dos Três

03- As Terras Devastadas

04- Mago e Vidro

05- Lobos de Calla

06- Canção de Suzannah

07- A Torre Negra

Para ajudar a entender os termos da série, clique aqui e acesse uma wiki que pode ajudar!


2 thoughts on “As Terras Devastadas (The Waste Lands) – Stephen King

    • Oi Camis! Posso dar uma sugestão? Coloca como meta de leitura do ano que vem! Eu já reparei que você sempre cumpre as suas, e pra essa série vale a pena arrumar um tempinho, vai por mim!

      Beijos!

Tem algo a acrescentar?