Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany’s) – Truman Capote

Posted on

Olá! Hoje é aniversário de uma das minhas melhores amigas, a Jojo, que está na França fazendo mestrado. Como não posso abraçá-la hoje, e estou com saudades infinitas, a resenha do dia é de um livro que inspirou um filme clássico, “Bonequinha de Luxo”; escolhi esse livro porque a Jojo adora a Audrey Hepburn, que interpretou a Holly no cinema, e esse foi o papel que a marcou para o mundo (quando se fala no nome dela, eu penso logo na imagem clássica do tubinho preto, o coque alto e o rosto fino).

“Bonequinha de Luxo” conta a história de Holly Golightly do ponto de vista de um de seus vizinhos, que ela chama de Fred, em homenagem ao irmão que adora, mas cujo verdadeiro nome não sabemos. Holly é uma moça bonita, viva e que não está exatamente inserida nos padrões de comportamento da sociedade. Ela faz parte da café society (ou jet set) de Nova York, mas não é rica. Vinda do interior dos Estados Unidos para fazer sua vida em Nova York, ela seria como muitas moças de sua época, não fosse sua personalidade aventureira, que a leva de encontro às mais variadas confusões e a conhecer as pessoas mais interessantes da cidade. “Fred” e Holly iniciam uma amizade ioiô que coloca os dois de encontro, em diversos momentos, com os próprios sentimentos sobre o que desejam fazer na vida e suas noções de felicidade.

Começando pela história, é importante ressaltar que, apesar a adaptação ter se tornado um filme clássico do cinema (inclusive é um dos meus preferidos), a maioria do que acontece ali ou não acontece no livro ou acontece de forma diferente. As personagens se mantêm e dá pra identifica-las se você já viu o filme, mas muitas situações que eu achava que ia encontrar no livro não estavam lá. Holly e “Fred” são amigos e nada mais, para começo de história, mas não vou apontar todas as diferenças para não estragar a surpresa de quem quer realmente ler o livro. Eu gostei da escrita do livro, é bem direta e boa de ler, sem voltas desnecessárias. Foi o único livro do Capote que eu li até hoje, mas pretendo ler outros, já que gostei do estilo de escrita dele.

As personagens são a melhor parte aqui; é lógico que Holly é encantadora, maluca e geniosa, e é quase impossível não querer ser como ela, que se reinventa e começa do nada com tanta coragem, mas gostei mesmo foi de ver a relação dela com as outras personagens. Passei um bocado de tempo dividida entre a ideia de que ela era ingênua e não sabia que as pessoas a manipulavam em determinadas situações ou que ela sabia muito bem que a estavam tentando manipular e simplesmente jogava com essa possibilidade, mas de qualquer uma das formas, suas relações interpessoais foram o ponto alto da leitura pra mim. Um esclarecimento importante: apesar da crença generalizada, Holly está mais para uma gueixa norte-americana (como disse o próprio Capote) do que para uma prostituta, e isso fica bem evidente à medida que a história vai avançando. Não comecem o livro com esse pré-julgamento em mente ou a leitura pode se dificultar um pouco! O livro é realmente bom, recomendo de coração!

Espero que tenham gostado! Bom fim de semana e até a próxima!

P.S.: Jojo, feliz aniversário de novo! Queria te dar um abraço, um presente decente e comemorar esse dia com você, mas como não dá… espero que você tenha gostado! Estou com muitas saudades! Te amo! =)


5 thoughts on “Bonequinha de Luxo (Breakfast at Tiffany’s) – Truman Capote

  1. Pingback: Paris: Onde Comer - O Mundo da Marina

Tem algo a acrescentar?