Club Dead – Charlaine Harris

Olá! Minha sensação de euforia só está aumentando à medida que a semana passa, e aí mudei o calendário de resenhas para falar de uma série que eu adoro e que me rende momentos divertidos. Quando eu comecei a ler a série ela não havia sido traduzida, e os nomes apareciam no blog em inglês, portanto eles continuarão assim nos títulos das resenhas (e, também, eu acho que nunca vi traduções tão horríveis de títulos quanto nessa série, viu?). Hoje é dia de matar as saudades de Sookie e sua turma (ah, Eric…) em Club Dead!

Essa resenha pode conter spoilers involuntários

“A missão de Sookie Stackhouse é frequentar o sinistro Club Dead – bar cuja clientela é composta de vampiros e outras fascinantes criaturas do submundo – e buscar informações sobre o paradeiro do seu amado, o vampiro Bill Compton, aparentemente sequestrado por humanos. Para conseguir entrar no bar, porém, ela tem de se passar por namorada de Alcide Herveaux, um lobisomem rico, solteiro e muito charmoso, o que põe dúvidas no coração da nossa heroína. No entanto, quando finalmente encontra Bill – pego em um ato de traição – ela não sabe se o salva ou se afia algumas estacas…”

Bom, aqui a história começou a correr mais depressa, mas de um jeito bom. O ritmo dos acontecimentos fica um pouco mais emocionante, e a grande história de “amor” da série começa a tomar forma: Eric e Sookie dividem um momento de “intimidade” enquanto ela é tratada de um ferimento. Foi uma cena bem engraçada, e foi legal ver como a raiva que ela sentia do Bill no momento acabou funcionando a favor do Eric (que, let’s face it, já queria alguma coisa com ela há tempos!). A escrita da Charlaine continua sendo ótima, bem ágil e com uma ponta sexy, mas menos óbvia do que a maioria dos atuais livros do gênero.

As personagens são muito boas, e Eric começou, nesse livro, a chamar minha atenção. Confesso que eu era uma partidária feroz do Bill, mas depois de um tempo é inevitável se render aos encantos do vicking mais charmoso da literatura atual! Nesse livro a Tara aparece um pouco mais, mas é importante dizer que, na série literária, ela não tem a importância que tem em True Blood. O rei do Mississippi, Russel Edginton, também aparece nesse livro, e foi bem legal ler sobre os vampiros de fora da Louisiana. Alcide Herveaux, no entanto, continua sendo a melhor adição do livro: lindo e sexy, ele balança a Sookie, e, como é recorrente com os caras que entram na vida dela, acaba por colocá-la em confusões. Adoro essa série e recomendo com paixão! Vampiros de verdade são raridade na literatura atual, e os daqui são impagáveis (tem até Elvis…)!

Espero que tenham gostado! Bom fim de semana e até a próxima!

The Southern Vampire Mysteries:

1- Dead Until Dark (Morto até o anoitecer)

2- Living Dead in Dallas (Vampiros em Dallas)

3- Club Dead (Clube dos Vampiros)

4- Dead to the World (Procura-se um Vampiro)

5- Dead as a Doornail (Olhos de Pantera)

6- Definitely Dead (Vampiros para Sempre)

7- All Together Dead (daqui em diante ainda não lançados no Brasil)

8- From Dead to Worse

9- Dead and Gone

10- Dead in the Family

11- Dead Reckoning

12- Deadlocked

13- Dead Ever After