Crepúsculo (Twilight) – Meg Cabot

Oi pessoas! Finalmente chegou o esperado dia: a última resenha da série “A Mediadora” (pelo menos por enquanto! Se os boatos forem verdadeiros, eventualmente teremos um sétimo livro para compor a série!). Preparados? Então aqui vamos nós com “Crepúsculo”.

Bom, como vocês se lembram, o Paul ficou atormentando a Suze nos últimos livros, apaixonado por ela, com ciúmes do Jesse e sentindo que perdia terreno cada vez mais pro cara – se é que algum dia ele teve algum terreno! Só que o que eu não contei, mas agora é seguro dizer, é que o relacionamento da Suze e do Jesse está cada vez mais interessante, e eles parecem estar se dando super bem e se gostando de verdade. Só que o Paul está chantageando a Suze, então ela está tendo aulas sobre como ser uma mediadora com ele, uma vez por semana, a tarde depois da escola. Óbvio que o Jesse não sabe nada disso, né?!

Com medo que Paul faça o que quer – voltar no tempo para salvar a vida de Jesse, de modo que a Suze nunca o conheça nem se apaixone por ele – ela tem que tomar uma decisão difícil: deixar que Jesse continue vivendo e nunca a conheça, ou matá-lo para que ele possa amá-la? E como tomar essa decisão tão difícil, levando em conta o que é melhor para Jesse, sem deixar seus sentimentos interferirem?

O final do livro é surpreendente! Fiquei apaixonada pelo modo genial como a Meg fechou a série – com chave de ouro, como sempre! – deixando tudo bem amarradinho, com a aquele gosto de quero-mais que a gente fica depois de ler uma série muito boa! – oi, Harry Potter?. Esse Crepúsculo sim é que é bom 😉

E por hoje é só! Ficou miudinho hoje, eu sei, mas o fato é que se eu falar muito mais vai estragar o desfecho da série, então vou deixar por conta de vocês mesmo ;)

Hoje comprei Dear John, e assim que terminar de ler (e desafogar todos os posts que tem na frente) eu posto aqui, ok? Beijos a todos e até a próxima!


Tem algo a acrescentar?