Enfrentando o Fogo (Face the Fire) – Nora Roberts

Oi! Não é miragem, estamos realmente na segunda resenha da semana! Eu sei que há meses não consigo fazer isso, mas espero me organizar o suficiente para que volte a acontecer! No mais as coisas vão se pondo no lugar na minha vida, então ando mais calma e com mais tempo para as coisas. Espero que continue assim! Hoje é dia de “Enfrentando o Fogo”, pra encerrar mais uma trilogia da Nora!

enfrentandoofogo

Pode conter spoilers involuntários dos livros anteriores

“Mia Devlin sabe o que é amar com todo o coração e depois ver seu amor ir embora. Há muitos anos, ela e Sam Logan compartilharam laços incrivelmente fortes, construídos pelo destino com paixão e magia. Certo dia, porém, ele fugiu da Ilha das Três Irmãs, deixando-a perdida nas lembranças da intimidade que dividiam; a partir de então, determinou que viveria só. Novo proprietário do único hotel do lugar, Sam retorna à Ilha das Três Irmãs com a esperança de reconquistar o afeto de Mia. Porém, fica intrigado quando ela o recebe com fria indiferença, pois percebe que a química entre eles ainda é muito forte e verdadeira. Zangada, magoada e muito confusa, Mia se recusa a admitir que a paixão por Sam ainda arde em seu coração. Mas ela vai precisar de seus poderes e da ajuda dele para enfrentar o maior e mais terrível desafio da sua vida. E, como o prazo fatal para quebrar uma maldição de vários séculos já está se aproximando, eles precisam dar o primeiro passo em direção ao destino e se unir para afastar a terrível escuridão.”

Não mencionei nas resenhas anteriores, mas eu li essa trilogia em um dia de férias, anos atras. Peguei o primeiro livro de manhã e mais ou menos meia noite larguei o terceiro, com os olhos ardendo quase tanto quanto o coração, que estava feliz com a sequência de três histórias de amor que desafiavam todo tipo de adversidade. Em cada um dos livros eu me via nos protagonistas, mas acho que hoje eu seria mais a Mia do que qualquer uma das outras, já que ela catou seus pedaços quase que sozinha e se tornou o que é com pouca ou nenhuma ajuda. O romance dela com o Sam me ensinou muito, mesmo à época, já que, se de início pensamos que a culpa dele ter ido embora é só dele, por ter sido covarde, logo percebemos que não é bem assim: todos têm culpa e ninguém tem. A vida simplesmente acontece da forma como deve, e é nosso papel aceitar nossa responsabilidade em cada coisa que vem.

Minhas personagens preferidas foram mesmo Mia e Sam, e a mistura de lembranças do amor como era e a vivência do amor como ele se torna fizeram do livro um encerramento excelente para a série. Nora Roberts é uma autora muito desprezada por aqueles que acham que só devemos ler clássicos, mas eu gosto muito dos livros dela. Acalmam meu coração e me dão um tantinho de esperança num futuro mais doce. Recomendo praqueles dias em que a gente só quer um cobertor e um pouquinho de alegria.

Espero que tenham gostado! Bom resto de semana para todos nós e até a próxima!

Trilogia da Magia:

01- Dançando no Ar

02- Entre o Céu e a Terra

03- Enfrentando o Fogo


Tem algo a acrescentar?