Este Lado do Paraíso (This Side of Paradise) – F. Scott Fitzgerald

Oi! Como prometido, hoje é dia resenha extra. Escolhi falar de um dos meus escritores preferidos, de novo. Já deve ter dado pra perceber que eu tenho uma bela quedinha pelo Fitzgerald, e hoje é dia de mostrar isso de novo. É dia de “This Side of Paradise” (preciso repetir que o nome vai em inglês porque foi o idioma em que eu li?).

this-side-of-paradise-for-blog

“O romance na raiz desta lenda é muito interessante e bom de ler. Trata-se de uma fantasia juvenil, em que as cenas se sucedem rapidamente: uma infância de conforto e privilégio, escola exclusiva, universidade de elite; festas, namoros, clubes, e por fim, um caso de amor mais sério. Graças à linguagem vívida de Fitzgerald e a seu talento para o diálogo, o leitor permanece interessado nos personagens, não apesar de suas imaturidades, mas justamente por causa delas.”

Este livro foi o primeiro que o Fitzgerald publicou. Ele o escreveu na esperança de se tornar um escritor famoso e reconquistar Zelda Sayre, que tinha acabado de terminar seu relacionamento com ele. Funcionou e ela voltou para ele, e os dois acabaram por se casar – se vocês puderem, leiam alguma biografia que conte a história dos dois: é fascinante e ligeiramente deprimente.

Bom, a história em si é bem diferente do que eu encontrei em Gatsby e em The Last Tycoon, especialmente no estilo narrativo. O livro é dividido em “Livro um”, “Interlúdio” e “Livro dois”, e cada um desses livros é sub-dividido em alguns capítulos. Cada um desses capítulos é um tanto diferente do anterior, e, ainda que a história comece a ser narrada do jeito tradicional, que todos conhecem como sendo a forma “normal” de se contar uma história, alguns capítulos mudam e trazem poemas, memórias, narrativas em fluxo de consciência… pra quem não está acostumado, pode ser um livro confuso, mas essa diversidade de narrativas enriqueceu muito a história, que por si só é uma semi-auto-biografia da vida do próprio Fitzgerald.

O protagonista da história se chama Amory Blaine, e as outras personagens que aparecem com constância são o Monsignor Darcy (de quem eu gostei muito, achei bem mais razoável que sua contraparte mais jovem) e alguns dos amigos de Amory durante a faculdade (ele estuda em Princeton). Amory é um rapaz mimado, e todas as suas ações no livro refletem como isso o alterou em termos de escolhas pessoais e relacionamentos, e, ainda que ele tenha me irritado em muitos momentos, não pude deixar de sentir simpatia por ele em outros. Talvez todos os protagonistas do Fitzgerald me causem esse efeito, mas não sei ainda.

No mais, recomendo muito o livro! É uma história bonita, interessante e vibrante, além de ser do Fitzgerald, o que anda parecendo, mais e mais, uma recomendação por si só.

Espero que tenham gostado! Bom fim de semana para todos nós e até a próxima!


One thought on “Este Lado do Paraíso (This Side of Paradise) – F. Scott Fitzgerald

  1. Pingback: Retrospectiva Literária de 2014 - O Mundo da Marina

Tem algo a acrescentar?