Eternidade Mortal (Immortal in Death) – J. D. Robb

Posted on

Oi! Chegou a hora da terceira resenha da série Mortal. Já sei que daqui uns 10 meses vai ter gente dizendo “não acaba nunca?”, e espero que minha resposta continue sendo “tomara que não!”. Pra vocês terem uma ideia, só aqui no Brasil já foram traduzidos 21 livros. Em inglês, 49 histórias já foram lançadas, entre livros completos, short stories e novellas. É, ainda vamos passar um tempinho resenhando as aventuras de Eve e Roarke. Hoje é dia de “Eternidade Mortal”.

Pode conter spoilers involuntários dos livros anteriores

“Pandora é uma das top models mais importantes e desejadas do planeta: tem beleza, fama, dinheiro, poder, prestígio, amantes e contatos. Mas tudo isso deixou de fazer sentido, pois ela está morta. A modelo foi brutalmente assassinada com um bastão de prata, arma abandonada no local do crime. Seu rosto, de uma perfeição impressionante, desapareceu completamente ao ser esmagado e mutilado pela força de uma série de golpes ferozes e cruéis. Ninguém sabe quem foi o autor do crime, mas todas as suspeitas pairam sobre Mavis — a melhor amiga de Eve. A tenente não poupará esforços para inocentá-la e encontrar os verdadeiros culpados.”

Como eu já disse antes, o que eu mais gosto de acompanhar na série é a vida pessoal de Eve. Aqui ela e Roarke estão planejando o casamento – foi o grande evento final do livro anterior -, e ela tem de se preocupar, simultaneamente, em resolver o caso de assassinato de uma modelo famosa. Mavis é suspeita do crime porque está namorando um designer que anteriormente estava envolvido com Pandora – e é ele quem está desenhando o vestido de noiva de Eve.

O mistério foi o mais bem elaborado até esse momento da série. Dá um nozinho na cabeça pra descobrir quem matou e porquê, mas o final foi bem emocionante! Foi incrível ver a Eve tentando lidar com a ideia de ser uma noiva, de deixar que alguém entrasse na sua vida, ainda mais ela sendo tão durona. Falando nisso, é nesse livro que ela descobre qual foi o acontecimento que a marcou de forma tão traumática na infância. Quem acompanha a série percebe logo no início – ou tem uma ideia – do que foi, mas ela demorou a perceber, e a descoberta a deixa bem mal por um tempo. Aqui não temos acréscimos de novas personagens, então não vou falar novamente sobre as que já apareceram. Vou só dizer que a série foi evoluindo pra ficar cada vez mais divertida, e que eu espero acompanhá-la ainda por muito tempo!

E é isso aí! Espero que tenham gostado, bom fim de semana pra todos e até a próxima!


2 thoughts on “Eternidade Mortal (Immortal in Death) – J. D. Robb

  1. Eu já li esse!! Adorei! Achei o final (descoberta do assassino) meio inesperado… hehe
    Agora estou no quarto – Êxtase Mortal! 😉

    beijos

Tem algo a acrescentar?