Garoto Encontra Garota (Boy Meets Girl) – Meg Cabot

Posted on

Oi! Já tinha tempo que não falava de nenhum chick-lit, e acordei com vontade de terminar de resenhar essa série, então hoje temos “Garoto Encontra Garota”, da série “Garoto” da Meg Cabot (na realidade quando resenhei “O Garoto da Casa ao Lado”, lá no início do blog, nem sabia que era parte de uma série).

Garoto Encontra Garota

Capa nova e capa antiga do livro aqui no Brasil. Pessoalmente, prefiro a nova, acho mais clean! 😉

Kate Mackenzie trabalha no RH do New York Journal e é subordinada direta da funcionária mais odiada do jornal – a maluca do RH, Amy Jenkins, que ela “carinhosamente” chama de TPM (Tirana Perversa e Maldosa). Sua melhor amiga, Jen, também trabalha no jornal, e as duas dividem momentos de diversão no trabalho, até que uma sucessão de desgraças começa a acontecer com Kate. Primeiro ela termina com o namorado com quem ficou por 10 anos, o que a leva a ir morar com Jen, que, por sinal, está tentando engravidar, deixando Kate em uma posição bem desconfortável; depois ela é obrigada pela chefe a demitir a funcionária mais querida do jornal, Ida Lopez, a moça do carrinho de sobremesa (que não quis servir torta para Stuart Hertzgot, o chefe do setor jurídico do jornal e namorado da TPM), que, para melhorar, entra com um processo contra o jornal, já que foi demitida injustamente e de forma irregular, e Kate acaba demitida no meio da confusão do processo. Sem namorado, sem emprego, sem dinheiro e sem um lugar pra morar, Kate está na pior, até que seu advogado, Mitch Hertzgot (irmão do sem-torta), resolve não só inocentá-la na justiça mas reconduzi-la ao emprego. Os dois acabam por se apaixonar, e parece que o final feliz de Kate não vai demorar… ou será que vai?

O livro é engraçadinho, divertido e bobo. Sinceramente eu fiquei meio desapontada, não foi a melhor coisa da Meg que eu li. O romance do Mitch e da Kate não me fisgou e o que mais me conquistou na história foi o humor que sempre permeia as obras dela. O livro é bem escrito, isso não dá pra negar, e a forma como essa série é narrada – através de emails, cartas, memorandos corporativos e diários – é bem divertida. Dá pra ter uma noção do que as personagens estão sentindo e tentando mascarar pela forma como elas escrevem, e parece que o leitor faz parte da história como personagem, então gosto bastante desse tipo de escrita.

As personagens me deixaram meio decepcionada, especialmente Kate. Fiquei irritada logo no início do livro, quando ela termina com Gale depois de 10 anos por ele não querer se comprometer, mas descobre que “nem gostava tanto assim dele”! Eu sei que isso acontece, mas poxa, 10 anos? E não deu tempo de você se tocar que não ama mais a pessoa com quem está? Me parece meio bobo mesmo pra um chick-lit, então acabei meio desapontada. Jen, a melhor amiga de Kate, é bem engraçada, e suas situações tentando engravidar são um ponto forte do livro.

Eu descobri que o livro era parte de uma série porque ele resgata personagens do livro anterior, “O Garoto da Casa ao Lado”, mas não é necessário ter lido o primeiro livro da série pra entender esse, assim como não é preciso ler esse para entender o terceiro – que é engraçadíssimo, por sinal! No geral achei a leitura agradável, só meio rasa. “Garoto Encontra Garota” não foi meu livro preferido na série, mas é bom pra passar uma tarde despretensiosa, rindo um pouco e distraindo a cabeça. Se você quer um livro pra pensar, ou mesmo um “romance bobo” mas com uma história mais bem fundamentada, procure outro livro, há melhores por aí!

Espero que tenham gostado! Boa semana e até a próxima!

Série “Garoto“:

1- O Garoto da Casa ao Lado

2- Garoto Encontra Garota

3- Todo Garoto Tem


Tem algo a acrescentar?