Guerra e Paz (Война и миръ) – Liev Tolstói

Posted on

Oi! Hoje começamos as resenhas dos livros que eu li em 2014, e escolhi um muito especial. Quando resenhei Anna Kariênina aqui, disse que pretendia comprar a edição da Cosac Naify do livro de hoje, já que ambas traduções haviam sido premiadas, e, já que eu nem de ler traduções gosto, que pelo menos fossem traduções boas quando eu não tivesse opção. Hoje é dia do incrível “Guerra e Paz”.

Foto da minha edição

Foto da minha edição

“Guerra e Paz” conta várias histórias em uma: durante a campanha de Napoleão Bonaparte na Rússia, entre os anos de 1805 e 1812, a Rússia está mudando. Estilos de vida, profissões, pensamentos, tudo se modifica com a chegada da guerra, e duas famílias importantes da aristocracia, os Rostov e os Bolkonski, se veem no meio destas mudanças, tendo de adaptar-se às novas condições de vida em que se encontram. No meio destas mudanças, as histórias destas duas famílias e de diversas outras personagens secundárias se cruzam, se entrelaçam e se alteram, criando um panorama da nova Rússia que vai ressurgindo durante a guerra – e como ela fica quando a campanha termina.

Na primeira matéria que eu fiz na faculdade, este livro era leitura obrigatória, e seria a última prova de leitura do semestre. Mas por causa de alguns problemas, perdemos uma aula, e o professor pediu que a turma escolhesse um livro para sair da lista de provas, e a turma votou por esse. Era fim de semestre, o livro é imenso, todos estávamos exaustos, então ficou por isso. O tempo passou e eu continuava querendo ler o livro, e fico feliz por tê-lo feito agora; não só por ter comprado uma edição melhor do que as que estavam disponíveis à época, mas porque acho que agora aprecio melhor o trabalho do Tolstói.

A narrativa, como eu disse na resenha de Anna Kariênina, é bem fácil de entender. Apesar de o nome, separado da sinopse, dar uma ideia de um grande tratado de guerra em forma de livro, ele é até uma história razoavelmente tradicional, quando se trata da narrativa. O grande diferencial aqui é que Tolstói não se limita a contar uma história e fim: vários perfis psicológicos são traçados de forma sutil – ou nem tanto -, muitos capítulos são extensas reflexões sobre temas diversos, e tantos elementos literários estão misturados aqui que o próprio autor hesitou em chamar “Guerra e Paz” de romance (novel, fora do Brasil), já que era um livro tão diferente.

São muitas personagens, mas algumas são um tanto mais centrais, aparecendo mais vezes e tendo mais importância na história. Quem assistiu a abertura das Olimpíadas na Rússia deve conhecer Natasha Rostova, que foi dançada por uma das maiores bailarinas da atualidade, Svetlana Zakharova. Como são muitas personagens, não vou me estender falando detalhadamente delas, então o que posso dizer é que, até das que eu não gostei, eu gostei, leia-se: todas são muito bem retratadas por Tolstói, e formam um conjunto muito harmônico junto à história em si.

Eu adorei o livro! É uma das melhores obras que já li, e recomendo muito, mas, sendo franca, ainda prefiro Anna Kariênina, do mesmo autor. Acho que é mais visceral e combina um pouco mais comigo. Sendo assim, recomendo as duas: só tem a ganhar quem pode lê-las!

E é isso! Não consigo fazer justiça a livros assim tão bons, mas tentei, e espero que tenham gostado! Bom fim de semana para todos e até a próxima!


2 thoughts on “Guerra e Paz (Война и миръ) – Liev Tolstói

Tem algo a acrescentar?