Jane Eyre (Jane Eyre) – Charlotte Brontë

Oi! Agora sim, acabou o recesso e é hora de voltar ao trabalho. Como meus sentimentos andam meio sombrios e indefinidos, escolhi um livro de que gostei muito, mas que reflete um pouco meu estado de espírito. É dia de Jane Eyre.

janeeyre

“Jane Eyre é uma menina órfã que vive com sua tia, a sra. Reed, e seus primos, que sempre a maltratam. Até que, cansada do convívio forçado com a sobrinha de seu falecido esposo, a mulher envia Jane a um colégio para moças, onde ela cresce e se torna professora. Com o tempo, cresce nela a vontade de expandir seus horizontes. Ela põe um anúncio no jornal em busca de trabalho como governanta. O anúncio é respondido pela senhora Fairfax, e Jane parte do colégio para trabalhar em Thornfield Hall. Lá, ela conhece seu patrão, o sr. Rochester, um homem brusco e sombrio, por quem se apaixona. Mas um grande segredo do passado se interpõe entre eles.”

Eu receava muito ler esse livro. Depois de criar todo aquele trauma com “O Morro dos Ventos Uivantes”, fiquei com medo de que todas as irmãs Brontë me decepcionassem, então enrolei o máximo possível. Aí resolvi que ia fazer o desafio da Rory, e isso significou ler coisas que eu enrolava pra começar ou mesmo nunca tinha pensado em ler, e “Jane Eyre” veio nessa leva. Qual não foi minha alegria ao perceber que o livro não só era muito bom como havia se tornado um especial em poucas páginas!

A narrativa da Charlotte, pra começar, é bem mais interessante que de sua irmã Emily. A história também colaborou, já que, apesar de também ter um tom meio sombrio, um tanto triste, tem uma beleza e uma vontade de continuar lendo que não somem. Consumi o livro querendo saber o que acontecia, e me senti apegada ao que estava acontecendo. Quando o li estava em uma das minhas fases – talvez deva falar sobre isso em um post, eventualmente – e foi bom sentir a volta da vontade de ler!

As personagens são uma grande parte do motivo pra esse livro ser muito bom! Não fiquei com raiva dos protagonistas o tempo todo, como acontecia com Catherine e Heathcliff, ainda que o sr. Rochester me irritasse um pouco! Jane é uma protagonista incrível, que, apesar dos medos e inseguranças, consegue alcançar felicidade e realização, sem perder de vista a pessoa que é. Fiquei bem encantada com ela! A combinação da história, da narrativa e das personagens faz de Jane Eyre um clássico e um livro lindo, que me encantou bastante! Recomendo com vontade!

Espero que tenham gostado! Boa semana para todos nós e até a próxima!


Tem algo a acrescentar?