Mago e Vidro (Wizard and Glass) – Stephen King

Posted on

Oi! Hoje a resenha é – finalmente! – do meu livro preferido da série “A Torre Negra”, “Mago e Vidro”. Já aviso de antemão que o livro é bem triste e dramático, mas belíssimo! Stephen King me surpreendeu várias vezes ao longo da leitura da série com sua capacidade de contar vários tipos de histórias!

Torre.Negra.04-Mago.e.Vidro-Stephen.King-LivrosGratis.net

Pode conter spoilers involuntários dos livros anteriores

“A estranha e inesquecível odisseia de Roland de Gilead em busca da Torre Negra continua. No quarto volume da série imaginada por Stephen King, novos perigos ameaçam o destino de Roland. Mago e Vidro retoma a eletrizante narrativa interrompida em As Terras Devastadas. Depois de enfrentar a terrível ameaça do monotrilho Blaine, o último pistoleiro e seus seguidores desembarcam na cidade de Topeka, no Kansas, e retomam o caminho do Feixe de Luz que conduz à Torre Negra. Roland revela então aos companheiros a história de seu passado, e a trágica perda de seu grande amor de juventude, a bela Susan Delgado de Hambry, no baronato de Meijis.”

O livro basicamente conta a história de amor de Susan e Roland. O Pistoleiro começa narrar sua história mais ou menos na página 100 e termina quase no final, e é nessa narrativa dele, finalmente, que podemos entender até onde ele vai pela Torre. A primeira coisa que eu gostei nessa história foi o fato de poder montar uma cronologia melhor da história do Roland. Até aqui só tinha vislumbres do que tinha acontecido com ele desde que se tornara um pistoleiro, e “Mago e Vidro” preencheu bem essas lacunas. A segunda coisa de que gostei muito foi a oportunidade de conhecer seus amigos de escola, companheiros de seu primeiro ka-tet, Curthbert Allgood e Alain Johns; Bert se parece bastante com Eddie no jeito brincalhão que tanto irrita Roland, e Alain lembra Jake, com sua sensibilidade fora do comum. A terceira coisa que me encantou, e que tornou esse livro meu preferido, foi a história de amor de Roland e Susan.

Susan é uma moça bela e corajosa, que é obrigada pela tia, Cordelia, a fazer coisas que não quer para “ajudar a família”, como por exemplo se comprometer a ser amante do Prefeito Hart Thorin. Ela se apaixona por Roland, que entrou na cidade disfarçado, e acaba por ajudá-lo com a missão que, originalmente, o levou ao baronato de Mejis. Os dois se tornam amantes, e Roland, com a ingenuidade de um menino de 14 anos, tenta manter a relação em segredo ao mesmo tempo em que faz as investigações ordenadas pelo pai e tenta lidar com os Caçadores do Grande Caixão, uma estranha irmandade que parece ter uma influência maligna na cidade de Hambry. Como acontece com quase todos que se envolvem com Roland, o destino de Susan não é feliz, mas não vou dizer o que acontece. O que vou dizer é que, se você está lendo a série e chegou até aqui, já deve ter notado que não dá pra abandonar a leitura. E se você, como eu, for muito “manteiga derretida”, seu coração vai se partir, muitas vezes e em muitos pedaços! Leiam, se puderem! É uma série maravilhosa, o livro é super bem escrito e Stephen King me fez sentir com 14 anos de novo, experimentando o primeiro amor (e um bem dramático, diga-se de passagem!).

Espero que tenham gostado! Boa semana para todos e até a próxima!

Série “A Torre Negra”:

01 – O Pistoleiro

02- A Escolha dos Três

03- As Terras Devastadas

04- Mago e Vidro

05- Lobos de Calla

06- Canção de Suzannah

07- A Torre Negra

Para ajudar a entender os termos da série, clique aqui e acesse uma wiki que pode ajudar!


One thought on “Mago e Vidro (Wizard and Glass) – Stephen King

  1. Pingback: O Vento Pela Fechadura (The Wind Through the Keyhole) - Stephen King

Tem algo a acrescentar?