Melancia (Watermelon) – Marian Keyes

Posted on

Oi! Minha semana segue boa, espero que a de vocês também! Hoje acordei meio sem criatividade, no entanto, e aí resolvi falar de um livro que li há muitos anos, diretamente sequestrado da estante da minha irmã. Vamos de “Melancia”.

“Foi demais da conta para Claire o dia do nascimento da sua filha. Ao acordar no quarto do hospital depara com o marido olhando-a na cama. Deduzindo tratar-se de algum tipo de sinal de respeito, ela nem suspeita de que ele soltará a notícia da sua iminente separação. Em seguida, dá meia-volta e deixa rapidamente o quarto. De fato, ele sai quase correndo. Com 29 anos, uma filha recém-nascida e um marido que acabou de confessar um caso de mais de seis meses com a vizinha, Claire se resume a um coração partido, um corpo inteiramente redondo, aparentando uma melancia, e os efeitos colaterais da gravidez. Claire volta a morar com sua excêntrica família: duas irmãs, uma delas obcecada pelo oculto, e a outra, uma demolidora de corações; uma mãe viciada em telenovelas e com fobia de cozinha; e um pai à beira de um ataque de nervos. Depois de muitos dias em depressão, bebedeira e choro, Claire decide avaliar os prós e contras de um casamento de três anos. E começa a se sentir melhor. É justamente nesse momento que James, seu ex-marido, reaparece, para convencê-la a assumir a culpa por tê-lo jogado nos braços de outra mulher.”

Como boa parte dos chick-lits que eu li, peguei na estante da minha irmã. É o gênero literário preferido dela, então ela sempre tem alguma coisa na estante. “Melancia” é dos mais “diferentões” do gênero, mas é uma leitura bem legal.

A narrativa da Marian é bem diferente, bem própria, mas é fácil de ler. Muita gente não gosta dela porque ela usa elementos da própria vida para compor seus livros, e ela teve uma vida meio trágica – nesse livro mesmo ela aborda depressão pós-parto e começa a falar um pouco de abuso de drogas. Eu não me incomodei, e achei até que foi um sopro de ar fresco um livro para entretenimento que não é tão previsível quanto seus pares.

As personagens são muito legais. Gostei muito de Claire, porque ela é muito determinada e tratou de dar a volta por cima depois da rasteira que levou da vida. De sua família, gostei de seu pai, meio avoado mas com um coração enorme e muito divertido. Não gostei muito das irmãs, dois exemplares de criaturas desmioladas e mimadas, e nem preciso dizer que o ex-marido merece total desprezo, né? No geral, as personagens e a história conversaram bastante bem, formando um conjunto orgânico. É um livro divertido mas não propriamente engraçado. Não vai mudar a vida de ninguém, mas com certeza vai render umas boas risadas. Recomendo!

Espero que tenham gostado! Bom resto de semana para todos e até a próxima!


2 thoughts on “Melancia (Watermelon) – Marian Keyes

  1. Achei o livro meio chatinho. É um bom livro, mas não gostei da leitura dele…
    Tanto que nunca mais li nada da escritora, e todo mundo briga comigo! Dizem que esse não é um dos melhores livros dela.

    Beijinhos Ninna!

    • Lila, até agora eu só li esse livro da Marian, mas pretendo ler outros no futuro! Se forem melhores que Melancia, te aviso pra você experimentar =D

      Um beijão!

Tem algo a acrescentar?