Natal Mortal (Holiday in Death) – J. D. Robb

Oi! É dia de Série Mortal no blog, e chegamos ao sétimo livro. Todo mês eu fico pensando quando vou conseguir, finalmente, resenhar os livros no tempo em que são traduzidos, já que ainda tenho, até agora, 15 livros por vir! De qualquer modo, hoje é dia de “Natal Mortal”.

1

Pode conter spoilers involuntários dos livros anteriores

“Em meio às festividades de Natal, um criminoso está à solta, fantasiado de Papai Noel. Será que o presente recebido pela primeira vítima do bom velhinho e a referência à canção “Os Doze Natais” significam que foi apenas o primeiro de muitos assassinatos? Ou teria sido um crime passional? Cabe à tenente Eve Dallas procurar as respostas e desvendar o mistério. Para isso, deverá evitar o envolvimento emocional, ignorar as fraquezas e superar os próprios traumas.”

O mistério desse livro foi bem macabro, já que os assassinatos envolviam bastante violência, mas a resolução em si não foi o que me chamou mais a atenção nessa história: como eu já disse outras vezes, uma das coisas mais legais da série Mortal é poder ver como as personagens principais (Eve e Roarke) vão desenvolvendo não só o relacionamento amoroso que têm, mas também como crescem e amadurecem como indivíduos, mudando aos poucos de criaturas desconfiadas, antissociais (ainda que só a Eve seja assim) e arredias para criaturas que apreciam os que estão em suas vidas. Nesse livro aqui, vemos Eve comprando presentes de Natal quando tem a oportunidade, e os presentes que ela escolhe são incrivelmente perfeitos para aqueles que os ganharão. Aqui também vemos a Peabody namorando um personagem, mas é mais uma amizade que um namoro – e esse relacionamento causa ciúmes ao McNab, o que é hilário de se ver! No mais, ainda que não seja o melhor livro da série, é bem bom, e eu recomendo!

Espero que tenham gostado! Boa semana para todos nós e até a próxima!


Tem algo a acrescentar?