Noiva por Acidente (Accidentally Engaged) – Mary Carter

Oi! Desculpem a demora para sair a resenha de hoje! Eu levantei com dor de cabeça, então tive que tomar remédio e deitar de novo até melhorar, por isso me atrasei. De qualquer modo, como apesar das férias estou num humor esquisito, bem mais ou menos, escolhi um livro também bem mais ou menos. É dia de “Noiva por Acidente”.

noivaporacidente

“Clair Ivars é uma jovem vidente com o objetivo de fazer uma jornada espiritual para esquecer o iminente casamento do ex-marido com uma bailarina. Após uma leitura do tarô muito diferente, o caminho de Clair se cruza com o da família Heron. Por meio desse encontro, ela conhece os atraentes Jack e Mike. Existiria de fato amor à primeira vista? O homem certo se materializaria um dia? ‘Aquilo que tem de ser será’ seria uma expressão verdadeira? Tais questionamentos, que sempre habitaram sua mente, agora teriam de ser respondidos de uma vez por todas. Mesmo que para isso precisasse contar com a ajuda da avó e mentora – falecida há mais de vinte anos. ‘Noiva por acidente’ é uma moderna comédia romântica pontuada por momentos de suspense, ação e mistério. Irreverente e eletrizante, o livro parte de uma viagem despretensiosa para atingir uma trama complexa e deliciosa, capaz de emocionar, envolver e surpreender o leitor o tempo inteiro.”

Bom, o problema desse livro é a quantidade de informações em um espaço tão pequeno. Claire, pra começar, tem uma vida bem conturbada, então ela conta de seu passado e eu já comecei a me cansar aí. Logo depois disso, quando ela começa a se envolver nessa confusão com Jack e Mike, as coisas ficam mais complicadas, porque ela vai para a casa da família e aí acontece um caso de identidade trocada. Além disso existe a confusão amorosa. E a clarividência dela se evidencia, colocando-a em problemas o tempo todo. E tem um suposto fantasma. Ufa, cansei só de falar. A história não é ruim, veja bem, é até divertida, cheia de toques te sarcasmo, mas tudo acontece rápido demais e é meio difícil acompanhar sem ficar irritada com a autora.

As personagens são bem ok, mas acho que só gostei mesmo do suposto fantasma e de Claire. Não posso contar mais do que isso pra não estragar o livro, mas vale dizer que as personagens não me encantaram tanto assim, portanto não são a parte mais curiosa da história. Não é um livro ruim, só é simples e bobo, e existem chick-lits melhores, com o mínimo de procura. Eu li este daqui porque minha irmã o ganhou de presente e eu não consigo não ler os livros que tem na minha casa, ainda que não sejam meus. De todo modo, recomendo como uma leitura de ônibus ou avião, só pra passar o tempo mesmo.

Espero que tenham gostado! Boa semana para todos nós e até a próxima!


Tem algo a acrescentar?