Novidades

Oi! Esse é um post explicativo, que eu espero que angarie o perdão de vocês pela minha ausência.

Imagino que já estejam cansados de ler minhas justificativas, e eu estou cansada de dar desculpas, mas elas são verdadeiras. Passei um mês sumida, então tenho muita coisa pra trazer pra vocês, só que não posso fazer isso se antes dividir uma grande alegria com vocês.

O motivo para eu ter andado sumida foi o fim do meu semestre na UnB. O fim do meu ÚLTIMO semestre como estudante de Letras PBSL. Não, eu não abandonei o curso: eu me FORMEI. Ainda não aconteceu a colação de grau, é só em setembro, mas já está tudo certo, graças a Deus.

Desculpem pelo meu sumiço, mas essa era minha prioridade, e agora eu posso me focar em todo o resto que ficou abandonado, inclusive o blog.

De novo eu preciso pedir paciência pra vocês, já que os blogs amigos andam abandonados em relação aos comentários, mas eu pretendo normalizar tudo aos poucos, ninguém será esquecido, eu prometo!

No mais, ainda essa semana deve sair minha resenha de Harry Potter e as Relíquias da Morte Parte 2, mais uma resenha da série “Desventuras em Série” e a resenha de um livro maravilhoso que eu recebi da Balão Editorial, chamado “Boiando em Moçambique”. Tão logo termine essa resenha vou começar as outras que estão atrasadas, e devo atualizar meus comentários em blogs amigos nessa semana e na próxima. Provavelmente vou fazer um blog por dia, porque não estou completamente de férias, e para isso vou precisar usar todo o meu tempo disponível.

Muitas pessoas não entendem como é difícil se graduar em uma Universidade pública, quantos desafios nós, alunos, enfrentamos, pra entrar, ficar e sair dela. Quando se cursa Letras então, nem se fala! O preconceito e a desinformação a respeito do curso são tão grandes, vocês não imaginam! Todo mundo pensa que é fácil, que a única coisa que se faz em Letras é ler livros interessantes o dia todo, e que só se estuda literatura. Não é assim que funciona! No meu curso, por exemplo, quase não temos literatura! Estudamos linguística a maior parte do tempo, que é outra ciência cercada de preconceitos, inclusive por gramatiqueiros babacas (desculpem a franqueza do termo). Acreditem, muitos blogueiros me matam de raiva (infelizmente alguns blogueiros literários também), pelo uso indevido de termos da minha área, por pensar que se dariam bem estudando o que eu estudei por tanto tempo, simplesmente por saber alguns macetes de gramática, por não respeitarem a minha formação.

Eu estou me formando em Letras Português do Brasil como Segunda Língua. Esse é um curso voltado para a formação de um professor de português para estrangeiros, surdos e índios, ou seja, pessoas que não tem o português como língua materna. É difícil pra mim ver tanta gente atuando na minha área, dando aulas para estrangeiros, principalmente, sem ter a formação certa para isso. É triste, mas não tem problema. Aos poucos vamos mudando a mentalidade daqueles que não se informam e disseminam não só o preconceito como propagam ainda mais o problema.

Esse post não era pra ser um desabafo, mas acabou virando. Não me importo, porque sei que vocês entendem, e aqui é um pedaço do meu mundo, onde eu quero falar tanto sobre aquilo que eu gosto quanto sobre aquilo que me aflige. Sei que no fim das contas, posso expressar minha opinião livremente, no meu próprio espaço, e fico feliz que vocês estejam por aqui dividindo esse espaço comigo!

A todos que têm me acompanhado, OBRIGADA, especialmente pela compreensão e torcida para que tudo desse certo! Eu amo muito vocês, mesmo que só os conheça virtualmente (pelo menos a maioria^^), e vocês mudaram minha vida apoiando esse blog e consequentemente me apoiando no processo!

Muito obrigada por tudo, e até a próxima^^


Tem algo a acrescentar?