Nudez Mortal (Naked In Death) – J. D. Robb

Oi! Hoje é dia de série no blog, e resolvi começar a resenhar uma nova. Fiz essa escolha por um motivo bem especial: essa série já tem, nos EUA, mais de 30 livros publicados, e eu acompanho as traduções brasileiras há anos. Toda vez que um livro novo sai eu quero falar pra vocês mas não dá, porque nunca começo a resenhar a série desde o início. Remediaremos esse problema a partir de hoje, começando com o primeiro livro, “Nudez Mortal”.

“Eve Dallas é tenente da polícia de Nova York e está caçando um assassino cruel. Em mais de dez anos na força policial ela já viu de tudo e sabe que a própria sobrevivência depende de seus instintos. Eve avança contra todos os avisos que lhe dão para não se envolver com Roarke, bilionário irlandês, o principal suspeito de um dos casos de assassinato que ela está investigando. A paixão e a sedução, porém, possuem regras próprias, e depende de Eve assumir um risco nos braços de um homem sobre o qual ela nada sabe, a não ser a necessidade de sentir o toque dele, que se transformou em um vício para ela.”

Vocês já viram do que esse livro em especial trata, então vou dar um pequeno background da série. Eve Dallas é uma policial durona com um passado sombrio do qual ela pouco se lembra. Vivendo em uma Nova York futurística, ela vive para seu trabalho, e é muito competente. Durante uma investigação de assassinato, no entanto, se sente atraída por um dos suspeitos – o lindo bilionário irlandês Roarke. A série vai acompanhando a vida da Tenente Dallas, sua vida pessoal e seus casos policiais, e é por isso que é tão longa: o leitor sempre conhece, em cada livro novo, um novo caso e um novo pedaço da vida pessoal da Tenente.

A narrativa segue o mesmo estilo de sempre da Nora (J. D. Robb é seu pseudônimo para escrever essa série), acrescido de elementos de investigação policial. A investigação em si, pelo menos nesse livro, é bem interessante, e o final do caso é muito impressionante, mas o que chama a atenção mesmo são as personagens.

Eve não é nada fresca, não fica de chiliques ou draminhas: é uma mulher forte, e só vemos suas fraquezas quando vemos como seu passado a afeta até hoje – especialmente porque ela não se lembra muito bem dele, nem quer. Algumas pessoas próximas à detetive nos são apresentadas, e podemos ter um pequeno vislumbre de sua vida pessoal e das personagens – que eu passei a conhecer e amar. Roarke é… Roarke. Não dá pra descrever corretamente o irlandês bonitão cheio de gestos bem pensados e com um quê de sem-vergonha que põe qualquer mulher abobalhada, mas dá pra dizer que ele surpreende ao longo da série – falo mais disso nos próximos livros.

Não são livros que vão mudar sua vida. Não é o melhor romance policial que você vai ler. Mas com certeza é uma série que vai prender sua atenção, se você gosta de romance com uma levíssima pitada de drama e bastante investigação. Eu gosto muito e acompanho fielmente há anos (li o primeiro livro ainda no ensino médio, em 2007!). Recomendo com vontade!

Espero que tenham gostado! Boa semana para todos nós e até a próxima!


2 thoughts on “Nudez Mortal (Naked In Death) – J. D. Robb

  1. Oi, Nina.
    Acho que essa é uma das minhas séries prediletas! Apesar de não ser daquelas que mudam a nossa vida, essa história tem tudo o que eu mais gosto num bom livro! Cada vez que sai um volume novo, lá estou eu na livraria! hehehe
    beijos
    Camis

    • Essa é uma das poucas que eu acompanho no desespero, Camis! É sair um livro novo pra eu querer! Da última vez eu nem ia comprar, pq ia viajar e estava economizando, e ganhei de presente! =)

      Um beijo!

Tem algo a acrescentar?