Paris: Onde Comer

Oi! Chegou o dia do primeiro post sobre a minha viagem. Não vão ser muitos, já que não sou especialista no assunto e só quero mesmo dividir dicas mais preciosas que recebi da minha amiga linda que me hospedou, a Jo (que ganhou resenha de aniversário uns anos atrás, clica aqui pra ver). Vem ver o que/onde comer em Paris!

Interior do "Le Relais de l'Entrecôte"

Interior do “Le Relais de l’Entrecôte”. Foto minha.

Gostaria de esclarecer, em primeiro lugar, que não tirei foto em todos os lugares que comi, às vezes porque eu esquecia, às vezes porque eu comi uma pizza sem-vergonha num restaurante de kebab que tinha perto da casa da Jo, então não achei que fosse caso de fotografar. O que vocês vão ver aqui são os lugares mais franceses mesmo, os que a Jo me levou pra conhecer pra que eu pudesse experimentar pratos típicos. Em alguns eu lembrei de anotar os preços e nomes do que eu pedi, em outros não, mas tudo bem, vou melhorar isso na próxima viagem 😉

Em segundo lugar, todas as fotos que ilustram o post são minhas, portanto não devem ser reproduzidas sem autorização prévia, e em terceiro lugar, que este post vai ser enorme, já que passei 17 dias viajando, então se quiser ler até o final é só clicar em “ler mais” aí em baixo!

Interior do "Cafe Campana", que fica dentro do Museu d'Orsay

Interior do “Cafe Campana”, que fica dentro do Museu d’Orsay. Foto minha.

Bom, eu cheguei na véspera de Natal, então não fui para um restaurante: passei a noite do dia 24 com uns amigos muito gracinhas da Jo, na casa deles que é ao lado de Paris. Dormimos por lá mesmo e no outro dia eu fui passear pelo mercado de natal da Champs-Élysées, onde comemos um sanduíche alemão, com batatas fritas e vinho quente. Voltamos pra casa dela e ela fez macarrão pra mim. Eu ainda não tinha resolvido fotografar as comidas, então não tem fotos desse primeiro dia.

No meu segundo dia eu fui visitar a Opéra de Paris (meu passeio preferido, empatado com o Museé d’Orsay!) e resolver uns problemas com o chip de celular que eu usei lá. Almocei com a Jo e um colega de trabalho dela, num lugarzinho pequeno mas bem delícia perto do trabalho dela. Comi hambúrguer e acho que era todo de ingredientes orgânicos – aliás a França é meio paraíso dos orgânicos, vende em tudo quanto é lugar! À noite fomos a um ballet (!!!) na Opéra, mas tivemos que sair mais cedo porque eu não estava me sentindo bem (resultado de muitas horas sem comer! Vou falar sobre isso num post de dicas gerais!) e fomos jantar. Comemos Moules (tipo um mexilhão) num lugar chamado León de Bruxeles. É uma cadeia de restaurantes que tem em vários lugares em Paris.

Moules! São servidos com fritas (à vontade) e bebe-se vinho branco. Você tira da conchinha e come, é uma delícia!

Moules! São servidos com fritas (à vontade) e bebe-se vinho branco. Você tira da conchinha e come, é uma delícia!

2014-12-26 22.01.22

Minha sobremesa maravilhosa: Crème brûlée!

 

Nesse dia eu também comi Macarons da Pierre Hermé, que são MARAVILHOSOS, mas não tirei foto! Já dou o spoiler que são melhores, e muito, que os da Ladurée!

No dia seguinte eu e a Jo saímos tarde pra passear, e ela me levou pra ver Montmartre. Foi um dos melhores dias em termos de comida: fomos a um restaurante chamado Le Sancerre, e eu experimentei três clássicos franceses de uma vez: escargot, magret de canard e sopa de cebola (que é a coisa mais fantástica da vida, mesmo!).

De entrada, soup d'oignon (minha) à frente e escargot (da Jo) ao fundo.

De entrada, soup d’oignon (minha) à frente e escargot (da Jo) ao fundo.

A estrela do dia: "Magret de Canard, sauce miel, gratin dauphinois". Tô com fome só de olhar pra essa foto!

A estrela do dia: “Magret de Canard, sauce miel, gratin dauphinois”. Tô com fome só de olhar pra essa foto!

Close do escargot! É uma delícia, gente! Esse veio fora da casquinha, mas o mais normal é que venha dentro (eu até comi outra vez só pra ter a experiência completa!)

Close do escargot! É uma delícia, gente! Esse veio fora da casquinha, mas o mais normal é que venha dentro (eu até comi outra vez só pra ter a experiência completa!)

No dia seguinte nós almoçamos em casa e só saímos à noite, porque eu queria ver a torre iluminada. Comemos num restaurante perto da casa dela, chamado Chez Gladines. É um lugar mais informal, que serve especialidades bascas. Pedi Poulet Basquaise e mousse de chocolate de sobremesa, mas só lembrei de fotografar o prato principal.

2014-12-28 21.24.38

Porção generosa e deliciosa!

No sexto dia em Paris eu fui ao Louvre, e acabei por almoçar no museu, já que é um passeio de dia inteiro. Comi, se não me engano, no Le Café Mollien. A comida era ok, mas nada de mais. Comer dentro de museus é sempre caro e meio roubada, porque a comida não necessariamente é boa, mas às vezes não temos opção. Comi quiche lorraine e uma torta de maçã de sobremesa. (nesse dia eu também comi os macarons da Ladurée, mas não tirei foto!)

A quiche vem com uma saladinha. Eu pedi o que eles chamam de "fórmula", que é um combinado de prato principal, bebida e sobremesa, que acaba ficando mais barato que pedir individualmente (e é meio que necessário, porque as porções são pequenas, então só o prato principal ainda deixa com fome).

A quiche vem com uma saladinha. Eu pedi o que eles chamam de “fórmula”, que é um combinado de prato principal, bebida e sobremesa, que acaba ficando mais barato que pedir individualmente (e é meio que necessário, porque as porções são pequenas, então só o prato principal ainda deixa com fome).

Essa torta estava uma estranha mistura de super-quente e congelada, mas não estava de todo ruim! rss!

Essa torta estava uma estranha mistura de super-quente e congelada, mas não estava de todo ruim! rss!

De noite comemos sushi que eu não fotografei. Estava bem gostoso, na verdade, mas eu queria mostrar comidas típicas do lugar onde estava, então o sushi não faria muito sentido, né?

Nos três dias seguintes estávamos em Hamburgo, que vai ganhar um post só pra si, então não vou falar aqui. No dia 3, já de volta a Paris, comemos num lugar bem legal chamado Le Bellerive e eu esqueci de fotografar. De noite fomos comer crêpe no Marais, perto do Pompidou, mas eu também não tirei fotos. Posso garantir que tudo estava gostoso, no entanto!

Dia 4 era domingo e eu fui à Versailles. Outro passeio de dia inteiro, outro lugar onde comi no museu. Comi no La Flottille e pedi Croque-Monsieur avec Salade Verte (8,50 euros) e Cake Maison aux Fruits, que era a sobremesa especialidade da casa (e que foi uma decepção!).

Isso é Croque-Monsieur. É um misto quente com queijo gratinado em cima (nosso misto é bem mais gostoso!).

Isso é Croque-Monsieur. É um misto quente com queijo gratinado em cima (nosso misto é bem mais gostoso!).

Esse é o tal bolo de frutas que é especialidade da casa: um bolo seco com frutas secas, uma das poucas coisas que eu não como =/ empurrei pra baixo ainda assim, e daria nota 4/10!

Esse é o tal bolo de frutas que é especialidade da casa: um bolo seco com frutas secas, uma das poucas coisas que eu não como =/ empurrei pra baixo ainda assim, e daria nota 4/10!

À noite eu fui à uma pizzaria estilo anos 20 super legal! Eles até têm um speakeasy bar nos fundos! As fotos não ficaram das melhores, mas vá lá! O lugar se chama Da Vito! Fica em 5 rue Sedaine, 75011.

Eu sei que a foto tá péssima. Pedi a pizza Diavola, por 12 euros!

Eu sei que a foto tá péssima. Pedi a pizza Diavola, por 12 euros!

No dia seguinte eu passeei bastante, mas não comi nada de especial: comi um docinho de café maravilhoso de manhã, e apesar de ter almoçado com a Jo, o que é sempre legal, o lugar que fomos não era tão legal assim, e aí não fotografei.

Esse é o doce que eu comi. Não lembro como chama, mas comprei na Gérard Mulot, por 5,50 euros.

Esse é o doce que eu comi. Não lembro como chama, mas comprei na Gérard Mulot, por 5,50 euros e era de café! Nham!

Com a viagem chegando ao fim, fui conhecer o Museu d’Orsay. Lá, fiz um lanche no Cafe Campana: torta de mirtilos e chá preto com leite.

Torta bem delícia!

Torta bem delícia!

Almocei tarde e comi só um sanduichinho na Brioche Dorée, uma rede de restaurantes que tem em Paris.

Sanduíche de frango e café com leite

Sanduíche de frango e café com leite

De noite fomos pra casa de um amigo da Jo, pra comer crepe e Galette du Roi. Essa galette é um bolo de amêndoas que é assado com uma pecinha de cerâmica dentro, e comida no dia de reis. Quem acha a pecinha tem de guardá-la e vai ter sorte o ano todo! Adivinha quem achei a pecinha? 😀

Não tirei foto das comidas mas tirei uma minha, felizona segurando minha fêve (é o nome da tal pecinha de cerâmica!)

Não tirei foto das comidas mas tirei uma minha, felizona segurando minha fêve (é o nome da tal pecinha de cerâmica!). Quem acha a fêve tem de usar essa coroa de papel, que geralmente vem quando se compra o bolo, por isso tô com ela na cabeça!

No dia 7 eu já tava na choradeira pra ir embora, e fui almoçar sozinha no Le Relais de l’Entrecôte. Aqui em Brasília – e em outros estados eu sei que também tem – existe um restaurante chamado L’entrecôte de Paris. Só se serve um prato principal, que é um corte de carne (na França esse corte é o Entrecôte, daí o nome), temperado com um molho que é segredo da casa e fritas à vontade. Em Paris existem vários assim, eu escolhi ir ao Relais, e adorei! Vem uma salada de nozes antes do prato, e depois eu pedi a sobremesa mais maravilhosa da vida!

Salada de entrada e pães

Salada de entrada e pães

Prato principal. Quando eu terminei de comer (meio tensa, porque o restaurante é relativamente caro e o prato era pequeno, a garçonete veio e reformou meu prato inteiro!)

Prato principal. Quando eu terminei de comer (meio tensa, porque o restaurante é relativamente caro e o prato era pequeno, a garçonete veio e reformou meu prato inteiro!)

Les Profiteroles au Chocolat. Essa é a sobremesa mais pedida do restaurante, e me foi recomendada pela garçonete: são profiteroles recheados com sorvete de baunilha e cobertos por calda de chocolate quente e lascas de amêndoa...

Les Profiteroles au Chocolat. Essa é a sobremesa mais pedida do restaurante, e me foi recomendada pela garçonete: são profiteroles recheados com sorvete de baunilha e cobertos por calda de chocolate quente e lascas de amêndoa…

No meu último dia em Paris eu andei bastante pela cidade. Não me lembro o que almocei, mas sei que jantei com a Jo num lugar chamado L’autre Cafe (62 rue Jean-Pierre Timbaud, 75011). Era minha despedida e estávamos chorosas. Comi steak tartare, que é carne crua bem temperada, picada miudinha e servida com fritas e salada. A Jo pediu uma tábua de frios e de sobremesa pedimos um bolo de chocolate. Qual não foi nossa surpresa ao descobrir que era o que aqui no Brasil chamamos de Petit Gateau!

Steak tartare: delicioso e surpreendente!

Steak tartare: delicioso e surpreendente!

2015-01-08 20.30.52

Tábua de frios da Jo!

Sobremesa que a gente dividiu!

Sobremesa que a gente dividiu!

Ufa, é isso! Além desses restaurantes eu comi muitos queijos, experimentei vinhos (e cidra, que é o que se bebe com crepe!), Foie Gras e manteiga. Comi muito bem enquanto estava em Paris, além de ter me divertido bastante! Nos próximos posts vou falar um pouco dos passeios que eu fiz e dar umas dicas gerais – e vou fazer um post com um apanhado de Hamburgo também.

Espero que tenham gostado! Bom fim de semana para todos nós e até a próxima!

P.S.: Pra conhecer comidas típicas francesas, olhem essa postagem do BuzzFeed.

P.P.S.: Pra quem tem filial do “L’entrecôte de Paris” na sua cidade, eu fiz o “sacrifício” de ir até a filiar de Brasília pra experimentar os mesmos pratos que comi em Paris, à título de comparação:

A salada é bem parecida e bem gostosinha!

A salada é bem parecida e bem gostosinha!

2015-01-21 13.19.23

O prato principal. O corte da carne e o molho são diferentes dos de Paris, então fiquei com a sensação que são dois pratos distintos! Se der, comparem por si mesmos e vão perceber!

Pedi os mesmos profiteroles de sobremesa, mas são muito sem graça comparados aos de Paris! Fiquei triste! =/

Pedi os mesmos profiteroles de sobremesa, mas são muito sem graça comparados aos de Paris! Fiquei triste! =/

 


7 thoughts on “Paris: Onde Comer

  1. Nossa… fiquei com água na boca e morrendo de vontade de comer tudo isso!! hehe
    Eu adoro crème brulé!! Mas ainda tenho que comer o original… rsrs
    E cadê meus macarrons, hein senhorita?? kkkk

    beijos

    • Se tivesse trazido macarons pra vocês eles já teriam mofado, né? O povo aqui tá me enrolando, mas desse fds não passa, e aí você recebe seus creminhos e seu vinho (orgânico, ui!) haha!

      Beijos e saudades! =D

  2. AMEI foi isso mesmo gente, hahah so que mais divertido ao vivo porque tava tudo muito bom e a Marina é muito engraçada e fofa <3 Marina volte sempre sempre sempre, logo! estou ansiosa para ver os outros posts!! Lots of Luv Chérie!!

    • Muito obrigada, Su! Ainda vou colocar mais coisas por aqui, não deixa de conferir! Ah, e feliz aniversário atrasado! Espero que esteja curtindo o Egito (ou você já voltou pra Rússia?)!

      Beijos!

  3. Pingback: Paris: Dicas - O Mundo da Marina

Tem algo a acrescentar?