A Psicanálise dos Contos de Fadas (Psychanalyse des Contes de Fées) – Bruno Bettelheim

Oi! Mais uma semana que começa cheia de coisas pra fazer, e o ano de 2014 vai voando! Já estamos em novembro, dá pra acreditar? Hoje escolhi falar de um livro que eu passei anos querendo ler: procurei em vários lugares e não encontrava porque está esgotado, e, por fim, consegui uma edição mais antiga em um sebo aqui em Brasília. Rezando pra que a editora o re-publique para que mais pessoas possam lê-lo (e, se minhas pesquisas estão corretas, temos uma nova edição disponível!), hoje é dia de “A Psicanálise dos Contos de Fada”.

download

“Em A psicanálise dos contos de fadas, Bruno Bettelheim faz uma radiografia das mais famosas histórias para crianças, arrancando-lhes seu verdadeiro significado. O autor mostra as razões, as motivações psicológicas, os significados emocionais, a função de divertimento, a linguagem simbólica do inconsciente que estão subjacentes nos contos infantis, além de demonstrar a importância que eles têm no desenvolvimento de uma criança e desmistificar alguns mitos sobre o efeito de histórias infantis na vida adulta.”

Bom, esse livro me chamou a atenção porque psicologia me interessa bastante, e quando a análise feita é sobre literatura é um bônus que torna tudo ainda mais interessante! Depois de – finalmente! – ter conseguido encontrá-lo no Sebinho, sentei e o devorei, e ele inclusive me ajudou para um trabalho da faculdade. Não são histórias, nem análises particulares sobre cada uma das histórias infantis no sentido de esmiuçar cada significado em cada história, e sim uma análise de como essas histórias podem ser interpretadas, o que alguns dos símbolos principais podem representar e como uma criança pode usar essas histórias para resolver situações de conflito em sua vida. O autor dá vários exemplos reais de casos em que as crianças puderam usar os contos de fada como uma âncora para sair de um problema na infância e deixar o tal problema para trás à medida que cresciam.

Eu gostei muito do livro porque foi uma forma diferente de ver essas histórias, e me deixou feliz ver que elas não sofrem discriminação a torto e a direito – sim, porque o que eu vejo de gente dizendo que contos de fada só servem para deturpar a noção que as crianças (especialmente meninas) vão ter do futuro não está no gibi! Foi bom encontrar um autor com base para falar sobre o assunto e que não demonizava o papel das histórias infantis, e sim que via a importância delas para o desenvolvimento. Um livro bom, muito diferente e mais do que recomendado!

Espero que tenham gostado! Boa semana para todos nós, até a próxima, e não se esqueçam que essa sexta teremos a segunda resenha de compensação!


2 thoughts on “A Psicanálise dos Contos de Fadas (Psychanalyse des Contes de Fées) – Bruno Bettelheim

Tem algo a acrescentar?