Pureza Mortal (Purity in Death) – J. D. Robb

Oi! Vim resenhar o livro atrasado da Série Mortal (ou seja, tem mais daqui duas semanas). Coincidência ou não (e acho que não é o caso, porque eu não sei se acredito em coincidências), o clima desse livro, tão pesado e sombrio, combina com o meu humor, que está bem terrível com a quantidade de cansaço que eu tenho acumulado. Vamos de “Pureza Mortal”, décimo quinto livro da série.

pureza-mortal

Pode conter spoilers involuntários dos livros anteriores

“Em plena Nova York de 2059, um acontecimento chocante abala uma sociedade dependente dos avanços tecnológicos para funcionar à perfeição: um assustador e desconhecido vírus de computador, potencialmente mortal, está se espalhando entre a população, e esse vírus desconhece fronteiras. E quando duas mortes ocorrem em circunstâncias praticamente idênticas, Eve corre em busca de respostas. Contudo, acaba se vendo obrigada a reunir coragem para enfrentar o impossível: um vírus de computador capaz de se espalhar a partir da máquina, infectar um homem, atuar em seu organismo e tomar conta de todo o seu ser.”

Como esse é um livro que tratou de uma busca pela pureza – logicamente que uma busca doentia, completamente louca, como todas essas tentativas que aconteceram na vida real -, acabei por encontrar situações que são espelhos do que acontece quando seres humanos começam a se ver como melhores que seus pares, começando a pleitear o direito de decidir quem vive e quem morre. Foi um livro difícil de ler até pelo conflito moral envolvido, já que Eve e Roarke discordaram bastante no tratamento que os criminosos mereciam receber, e esse conflito os fez brigar bastante (lógico que as pazes foram devidamente feitas, como sempre se trata dos dois).

Não temos grandes mudanças nas personagens que já conhecemos nem adições de novas personagens. A história seguiu o mesmo ritmo que vem seguindo até agora, então dá pra dizer que, apesar de ter sido um livro cheio de emoções fortes, foi um tanto cansativo e certamente não um dos melhores. Recomendo a leitura para se manter na cronologia da série, mas tanto livro anterior quanto o próximo são bem mais interessantes!

Espero que tenham gostado! Bom fim de semana para todos nós e até a próxima!


Tem algo a acrescentar?