Reencontro Mortal (Reunion in Death) – J. D. Robb

Oi! Mais um mês, mais uma resenha de Série Mortal. Às vezes parece que nunca vou conseguir alcançar o volume atual de tradução no Brasil – ou mesmo todos os livros que já foram publicados em inglês –, mas tenho a esperança de resenhar em velocidade maior do que a Nora escreve. Sabe-se lá se isso é possível, a mulher parece uma máquina! Hoje é dia de “Reencontro Mortal”.

reencontro

Pode conter spoilers involuntários dos livros anteriores

“Nova York, 2059. Uma festa de aniversário servirá de prelúdio para o assustador reencontro com uma assassina vinda diretamente do passado da Tenente Eve Dallas. Exatamente às 19h30, Walter Pettibone chegou em casa e encontrou mais de cem amigos e familiares que gritam em uníssino: “Surpresa!”. Era seu aniversário. Embora há várias semanas ele já suspeitasse de que uma festa estava sendo organizada, a verdadeira surpresa ainda estava por vir. Às 20h45, uma ruiva com olhos cor de esmeralda lhe entregou uma taça de champanhe. Um único gole do líquido borbulhante o fez cair morto. O nome da mulher era Julie Dockport. Ninguém na festa a conhecia, mas a detetive Eve Dallas lembrava perfeitamente quem ela era. Eve fora a responsável por colocar Julie atrás das frades há quase dez anos. Agora, apesar de ter sido libertada por bom comportamento, ela definitivamente não está bem-intencionada. E, ao que tudo indica, quer se ver mais uma vez frente a frente com a tenente Dallas, num reencontro que nenhuma das duas jamais esquecerá.”

Esse livro foi extremamente pesado em alguns momentos e extremamente doce em outros. O assassinato quase ficou em último plano, tamanhos acontecimentos em um volume só! Eve descobre sobre e revive seu passado, tem de prender uma assassina pela segunda vez, conhece a família de Peabody – e passa por situações estranhas, tanto com o pai quanto com a mãe da oficial – e ainda comemora seu primeiro aniversário de casamento (uma cena muito bonita, devo dizer). É um livro cheio de emoções, então devo frisar que, pra mim, o assassinato ficou bem esquecido, e a investigação mais me atrapalhou do que me ajudou, já que eu queria mesmo era ver o que ia rolar na vida pessoal da Tenente.

As personagens são as mesmas com a adição dos pais de Peabody, que vêm visitar a filha e acabam por conviver com as pessoas que fazem parte da vida dela, inclusive Eve, que acaba por ter mais contato que gostaria com eles, especialmente o sr. Peabody. Não sei até agora se gostei deles, mas certamente achei que são engraçados, e que os efeitos que têm sobre Roarke são bem hilários. O livro é emocionante, um dos melhores da série, na minha opinião! Continuo recomendando, com vontade!

Espero que tenham gostado! Bom resto de semana para todos nós e até a próxima!

P.S.: Sexta tem resenha, tá? Fiquem ligados!


2 thoughts on “Reencontro Mortal (Reunion in Death) – J. D. Robb

Tem algo a acrescentar?