Entrevista com o Vampiro (Interview with the Vampire) – Anne Rice

Posted on

Oi! Como foram de fim de semana? Os meus são curtos, já que trabalho aos sábados pela manhã, então acabo por sempre tentar aproveitar ao máximo, antes que chegue ao fim. Hoje é um dia importante e cheio de coisas, então espero conseguir cumprir com tudo. Como já estou toda enrolada vamos, sem mais delongas, ao que interessa. É dia de “Entrevista com o Vampiro”.

entrevistacomovampiro

“O tempo é agora. Estamos em uma pequena sala, face a face com o Vampiro, enquanto ele despeja a carga repugnante, erótica e mágica das confissões sobre os primeiros 200 anos de sua existência de morto-vivo. Ele fala com simplicidade, tranquila e delicadamente, da noite em que, sendo ainda herdeiro – jovem, educado e romântico – de uma grande fazenda na Louisiana, deixou a existência humana, conduzido pelo brilhante e sinistro Lestat para a outra vida “sem fim”… aprendendo a se saciar, primeiro com o sangue dos galos e ratos capturados nas ruas devassas de Nova Orleans, e, mais tarde, com o sangue de seres humanos. Das plantações oitocentistas do Luisiana aos becos sombrios e cenários sumptuosos de Paris, do Novo Mundo à Velha Europa, Claudia e Louis fogem de Lestat, o seu criador e companheiro imortal. E o cruel vampiro que tirara partido do desespero de Louis e da fragilidade da órfã Claudia, no bairro francês da Nova Orleãs assolada pela peste, move-lhes uma perseguição sem tréguas no submundo parisiense, entre a trupe Théâtre des Vampires do misterioso Armand e criaturas das trevas.”

Eu já tinha tentado ler outro livro na Anne Rice quando estava no Ensino Médio, mas, por motivos que não me lembro, não cheguei a concluir a leitura. Muitos anos depois, já na segunda graduação da faculdade, resolvi começar as Crônicas Vampirescas, e peguei este livro para ler. Não lembro se foi na biblioteca da faculdade, mas é bem possível que sim. De qualquer modo, eu o li lentamente, com uma calma que raramente tenho, porque a escrita da autora me passou uma sensação enorme de vagareza. Não é algo ruim! Acho até que contribuiu para o clima da história, e não fiquei incomodada. Acho que a única coisa de que não gostei muito foi das personalidades dos próprios vampiros, que por algum motivo não bateram muito com a minha… Não é um livro para qualquer um! Há que se ter paciência e gosto para o sobrenatural, mas para quem gosta das duas coisas, eu mais que recomendo, já que é um “novo” clássico!

Espero que tenham gostado! Boa semana para todos nós e até a próxima!

As Crônicas Vampirescas:

01- Entrevista com o Vampiro

02- O Vampiro Lestat

03-A Rainha dos Condenados

04- A História do Ladrão de Corpos

05-Memnoch

06-O Vampiro Armand

07- Merrick

08- Sangue e Ouro

10- A Fazenda Blackwood

11-Cântico de Sangue

12- Príncipe Lestat

13- Paraíso de Sangue