Meu Tio Matou um Cara (E Outras Histórias) – Jorge Furtado

Posted on

Oi! É quarta, que costumava ser meu dia preferido na semana, sabe-se lá por quais motivos, e eu estou doida por férias. Minha vontade de viajar está me agoniando de novo, e nem cabelo ou tatuagens novas têm me sossegado. Não posso sair do lugar no momento, então fico pensando em como me distrair pra sentir o tempo passar de forma menos dolorida. Não sabia bem o que resenhar hoje, aí percebi que este livro nunca tinha vindo parar aqui, então o escolhi para hoje. É dia de “Meu Tio Matou um Cara”.

meutiomatouumcara

“A notícia estourou como uma bomba: “Meu Tio Matou um Cara!”. É o que Duca, adolescente de classe média, conta para seus dois melhores amigos, Kid e Isa, por quem é apaixonado e quem, por sua vez, é apaixonada por Kid. No rebuliço familiar, os três jovens se envolvem nas peripécias que o fato patético desencadeia, acabam formando um triângulo amoroso paralelo a outro triângulo, investigando os segredos do crime e descobrindo as dores e as delícias dos primeiros amores Em outro conto do livro, Beth só quer ir celebrar o Ano Novo, mas acaba morrendo e tomando parte no julgamento do Juízo Final, quando os humanos têm de dar explicações. Ainda noutro texto, Furtado devaneia sobre a vida amorosa de Romeu e Rosalina – a amada do herói shakespeareano antes de ele conhecer Julieta. Meu tio matou um cara e outras histórias traz a originalidade ficcional e o texto dinâmico característicos de Jorge Furtado, um dos cineastas mais inventivos e renomados do cinema brasileiro. Também faz parte do livro o roteiro escrito por Guel Arraes e pelo próprio Furtado para o filme Meu tio matou um cara. O resultado desta primeira incursão de Jorge Furtado na literatura ficcional é um livro que nos submete prazerosamente ao fascínio da boa história que, de resto, é a melhor definição da boa literatura. Uma obra que agradará leitores de todas as idades.”

Este livro morava aqui em casa porque minha irmã precisou lê-lo para o PAS, então eu o peguei na estante, um dia, e resolvi ler o roteiro do filme que eu já tinha visto algumas vezes – já mencionei que assisto aos mesmos filmes um milhão de vezes? Pois é… -, mas por motivos que jamais entenderei, acabei por não ler as outras histórias, então hoje só vou mesmo falar daquela que dá título principal ao livro. É basicamente um roteiro do filme, então se você já o viu vai ficar com as cenas na cabeça, porque são as mesmas falas e tudo mais. Acho que eu gostaria de ter lido um romance da história, mas ainda assim foi uma experiência legal, e a leitura é rápida e fácil. As personagens são as mesmas do filme, mas sem essa noção de narrativa não-roteirizada é um pouco difícil se apegar a alguma delas, a não ser que você realmente tenha visto o filme e formado suas opiniões. Recomendo a leitura por ser divertida, rápida e boa, e porque acho que todo mundo deveria ler vários tipos de narrativa. Além disso, acho que o resto do livro deve ser tão bacana quanto – espero tê-lo em mãos alguma outra vez, para poder tirar a prova! Quando acontecer, volto pra contar!

Espero que tenham gostado! Boa resto de semana para todos nós e até a próxima!