Lembrança (Remembrance) – Meg Cabot

Posted on

Oi! É, eu sei: mal vem aqui e quando vem resenha dois livros seguidos da mesma autora. Perdoem-me, mas eu acordei precisando de finais felizes – ou começos felizes, acho que depende de como você encara. O que importa é que vim aqui, né? Ando procurando pequenos sinais de normalidade, e depois de alcançar parte disso com a minha própria casa é a vez de tentar com o blog. Já que não estou fazendo sentido nenhum e falando sozinha, é hora de resenha. Sem mais delongas, é dia de “Lembrança”, último (?) livro da série “A Mediadora”.

lembranca

Pode conter spoilers involuntários dos livros anteriores

“Meg Cabot retorna com uma divertida e sexy continuação da saga de Suzannah Simon, a menina que via fantasmas… e os ajudava a passar para a luz. Agora, mais velha e experiente, tudo que Suze quer é causar uma boa impressão no primeiro emprego desde sua formatura — e desde o noivado com o Dr. Jesse de Silva, ex-espírito e sua alma gêmea. Como não bastasse, um fantasma de seu passado resolve aparecer. E esse não é um espectro que ela possa mediar. Afinal, Paul Slater está bem vivo, milionário e, ainda por cima, é o novo proprietário da antiga casa de Suzannah. Aquela na qual conheceu Jesse. Isso não seria um problema se ela não tivesse acabado de descobrir que uma antiga maldição poderá transformar seu amado num demônio, caso seu antigo local de descanso seja demolido, como Paul pretende. Agora ela precisa dar um jeito em Paul, que a está chantageando sexualmente — isso mesmo… ou ela dorme com ele, ou perde Jesse —, enquanto tenta ajudar uma caloura assombrada por uma menininha muito poderosa…”

Como eu mencionei na resenha anterior, a Meg resolveu reviver séries (alô, Diário da Princesa…) e felizmente “A Mediadora” saiu da geladeira, porque eu adoro a história da Suze. Gosto do fato de ela ser cheia de personalidade, não ser mega inteligente mas ser durona e corajosa. Ver como ela está anos depois do primeiro final da série foi super legal, porque deu pra ver que, enquanto muita coisa mudou, o essencial continuou como sempre foi. O Jesse ficou um tantinho esquisito, mas ainda assim foi legal vê-lo, um médico dedicado e que é bom no que faz, um sonho antigo (eu sempre me alimento da alegria dos sonhos alheios, aparentemente). A linha narrativa e a estrutura da história seguem o mesmo estilo das anteriores, então se encaixaram bem na série como um todo. Senti falta de ver mais a família da Suze, que não aparece toda, só um dos irmãos tem destaque, e eu nem posso contar o porque sem estragar uma parte super legal da história. A Gina também está bem presente, mas parece que tem algo mal resolvido, assim como Adam e CeeCee, o que me faz pensar que esse, talvez, não seja o fim da história e mais livros venham por aí – tomara!

Continuo recomendando a série! É bem escrita, divertida e excelente pra distrair a cabeça de outras coisas – dá até vontade de me enrolar na cama e esquecer meus problemas e responsabilidades só pra reler do primeiro ao último livro.

Espero que tenham gostado! Boa semana para todos nós e até a próxima!

Série “A Mediadora”:

01- A Terra das Sombras

02- O Arcano Nove

03- Reunião

3.5- O Sonho de Toda Garota

04- A Hora Mais Sombria

05- Assombrado

06- Crepúsculo

6.5- O Pedido

07- Lembrança


O Pedido (Proposal: A Mediator Novella) – Meg Cabot

Posted on

Oi! Nem acredito que estou aqui fazendo resenha, porque minha quinta está tão cheia de coisas que paro a cada dois minutos para resolver algum problema – e ainda não é nem meio dia! Como eu não podia deixar de vir aqui, uma resenha curtinha de uma história também curtinha mas muito boa. É dia de “A Mediadora”, que, este ano, ganhou um novo final (Meg tá com tudo revivendo essas séries…).

opedido

Pode conter spoilers involuntários dos livros anteriores

“O último lugar em que Suze Simon espera estar durante o Dia dos Namorados é um cemitério. Mas isso é o que acontece quando você é um mediador – amaldiçoado com o “dom” de se comunicar com os mortos. Foi assim que Suze acabou nas sepulturas de um par de fantasmas cujo drama de não termina com a morte. É o trabalho de Suze levá-los para o “destino final”. Mas os fantasmas não são os únicos com problemas. A razão de Suze estar passando o Dia dos Namorados com os mortos-vivos, em vez de seu namorado, Jesse, é porque ele está tendo muita dificuldade para se ajustar à vida após a morte… não é surpreendente, considerando o fato de que ele costumava ser um fantasma também…”

Acredito que esta novela tenha sido publicada no Brasil em ebook, mas não tenho certeza porque comprei meu ebook na amazon americana – não ando muito paciente pra esperar as traduções chegarem. De qualquer modo o importante é a história, e essa é legal mas não a melhor da série. Foi legal ver como chegamos ao pedido de casamento da Suze, já que ela não é exatamente a criatura mais romântica e/ou tradicional do mundo, enquanto o Jesse é exatamente isso. A única coisa triste pra mim nesses dois últimos livros que foram lançados, é que eles não trazem uma participação muito forte da família da Suze, que eu adorava ver. Falo um pouco mais sobre isso – e sobre a Gina – na resenha do último (?) livro da série. O que posso dizer deste é que é muito bom. Recomendo!

Espero que tenham gostado! Bom resto de semana para todos nós e até a próxima!

Série “A Mediadora”:

01- A Terra das Sombras

02- O Arcano Nove

03- Reunião

3.5- O Sonho de Toda Garota

04- A Hora Mais Sombria

05- Assombrado

06- Crepúsculo

6.5- O Pedido

07- Lembrança


Crepúsculo (Twilight) – Meg Cabot

Posted on

Oi pessoas! Finalmente chegou o esperado dia: a última resenha da série “A Mediadora” (pelo menos por enquanto! Se os boatos forem verdadeiros, eventualmente teremos um sétimo livro para compor a série!). Preparados? Então aqui vamos nós com “Crepúsculo”.

Bom, como vocês se lembram, o Paul ficou atormentando a Suze nos últimos livros, apaixonado por ela, com ciúmes do Jesse e sentindo que perdia terreno cada vez mais pro cara – se é que algum dia ele teve algum terreno! Só que o que eu não contei, mas agora é seguro dizer, é que o relacionamento da Suze e do Jesse está cada vez mais interessante, e eles parecem estar se dando super bem e se gostando de verdade. Só que o Paul está chantageando a Suze, então ela está tendo aulas sobre como ser uma mediadora com ele, uma vez por semana, a tarde depois da escola. Óbvio que o Jesse não sabe nada disso, né?!

Com medo que Paul faça o que quer – voltar no tempo para salvar a vida de Jesse, de modo que a Suze nunca o conheça nem se apaixone por ele – ela tem que tomar uma decisão difícil: deixar que Jesse continue vivendo e nunca a conheça, ou matá-lo para que ele possa amá-la? E como tomar essa decisão tão difícil, levando em conta o que é melhor para Jesse, sem deixar seus sentimentos interferirem?

O final do livro é surpreendente! Fiquei apaixonada pelo modo genial como a Meg fechou a série – com chave de ouro, como sempre! – deixando tudo bem amarradinho, com a aquele gosto de quero-mais que a gente fica depois de ler uma série muito boa! – oi, Harry Potter?. Esse Crepúsculo sim é que é bom 😉

E por hoje é só! Ficou miudinho hoje, eu sei, mas o fato é que se eu falar muito mais vai estragar o desfecho da série, então vou deixar por conta de vocês mesmo ;)

Hoje comprei Dear John, e assim que terminar de ler (e desafogar todos os posts que tem na frente) eu posto aqui, ok? Beijos a todos e até a próxima!


Assombrado (Haunted) – Meg Cabot

Posted on

Oi gente! Não disse que tinha tudo sob controle? rss! Pois é, essa semana já está tudo esquematizado ;) Vamos dar continuidade aos resumos da série “A Mediadora”, que já está no fim, mas que eu demoreeei pra concluir, desculpem por isso! Hoje é dia de “Assombrado”!

Bom, lembram de toda a confusão do último livro? Do Paul, do irmãozinho dele, do Paul dando em cima da Suze? Pois é, ela se lembra também! E está super feliz porque acabou, até que ela chega na escola para o primeiro dia de aulas e escuta a voz do Paul atrás dela! Sim! Não bastasse ele ser um boboca, ele tem que ser um boboca persistente! Ele voltou pra ficar, e é o novo aluno do colégio Junipero Serra! Adivinhem o que ele quer? A Suze, claro!

Nesse livro ele a persegue, insinuando coisas, fazendo com que ela queira sumir da face da terra, só pra não ter que lidar com ele!

Bom, como esse é o quinto livro da série, e ela acaba no sexto livro, ele fica mais focado nessa relação Paul-Suze-Jesse, e o motivo é simples: apesar de seu um idiota, Paul é a chave pra desvendar o futuro da relação da Suze e do Jesse! Siim, ele tem alguma utilidade além de ser um total pain-in-the-ass! “Assombrado” é muito bom, e se vocês tem lido a série até aqui, e tem gostado, acho que vão gostar muuuito do último livro “Crepúsculo”, que vem ou nessa semana ou na próxima, ainda não sei! Vai depender de como vão vir as coisas aqui!

Bom, recomendado e com muita ênfase! Beijos a todos e até a próxima!


A Hora Mais Sombria (Darkest Hour) – Meg Cabot

Posted on

Oi fofos! E aí, tudo certinho com vocês? Eu tô em final de semestre, então tô meio cheia de trabalhos, mas não se preocupem que eu não esqueci de vocês, viu? E hoje é dia de Meg Cabot!

Bom, como prometido, hoje vamos de “A Mediadora” de novo, pra acabar com a defasagem de posts, ok? “A Hora Mais Sombria” é o quarto livro da série, e aqui muitas coisas acontecem ao mesmo tempo! Vou colocar aqui fora de ordem mesmo, e vocês vão ver o caos: tem a ex-noiva (morta) do Jesse, que aparece e coloca uma faca contra o pescoço da Suze, e manda que ela dê um jeito de impedir que a construção da piscina na casa dela continue; tem a Suze trabalhando em um hotel durante o verão; tem o menininho de quem ela cuida nesse hotel (que também é um mediador!); tem o irmão pentelho do menino, que não se toca que ela não quer nada com ele; tem a suspeita pelo que Maria (ex-noiva do Jesse) escondeu na área onde está sendo construída a piscina, e tem o mais difícil: e se o que está lá for o corpo do Jesse? E se depois que o corpo for descoberto ele for embora e ela não puder ficar com ele?

Cheia de coisas pra resolver, como Suze vai se virar? Eu gostei muito desse livro, só que tem um probleminha: Paul (o menino que está a fim da Suze) é TÃO irritante que eu, às vezes, tinha vontade de parar de ler! Pra vocês terem uma ideia, ele quer mandar o Jesse “para a luz” pra ficar com a Suze só pra ele, mesmo que o Jesse não diga que é a favor do plano – ou contra! Sério, o garoto é sombrio! Nada que depois eu não recuperasse depois de ver o Jesse sendo todo fofo com a Suze, que não percebe isso!

O mais curioso nesse livro é tudo aquilo que o Paul sabe. Ele pode ser um babaca irritante, mas ele realmente sabe o que está fazendo, e é muito mais experiente que a Suze, que fica sem saber onde ele arrumou tantos conhecimentos! Com o passar do tempo vamos percebendo que ele tem fontes para saber tudo o que sabe, e percebemos também o quanto ele é obcecado com tudo! Se ele quer, ele tem que ter, sem nenhuma exceção! Um babaca, como eu já disse! (Adoro os babacas da Meg, sério! hahaha!)

Bom gente, por hoje é só! Essa semana tem post todo dia, eu prometo, ok? (Eu espero, na verdade^^) Beijinhos a todos e até a próxima!