Animais Fantásticos e Onde Habitam (Fantastic Beasts and Where to Find Them) – J. K. Rowling

Posted on

Oi! Ainda não me sinto inserida neste ano novo! Parece que ainda é dezembro e que ainda estou fechando ciclos. Como acordei com esse sentimento esquisito, quase como se eu estivesse em dois lugares ao mesmo tempo, escolhi falar de um livro que já devia ter sido resenhado há anos – mas que está vindo parar aqui no ano em que vai ao cinema! É dia de “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, mais um livro extra da série Harry Potter.

fantastic-beasts-where-to-find-them

“Este livro é adotado pelos professores da Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts e considerado uma obra-prima. Atribui-se a ele a responsabilidade pelo bons resultados dos alunos nos exames de Trato das Criaturas Mágicas. A obra não é recomendada só para estudantes! “Nenhuma casa bruxa está completa se não possuir um exemplar.” Trata-se de um guia com mais de 80 espécies de animais e seus respectivos hábitos, costumes e origem. Este exemplar lançado no mundo dos trouxas é uma duplicata do exemplar de Harry Potter, editado, inclusive, com notas informativas que ele e seus amigos fizeram à margem das páginas. Segundo Scamander, ‘Animais’ já está em sua 52ª edição e esclarece, entre outras dúvidas, o significado de animal para a comunidade mágica, fornece sua classificação, a percepção dos trouxas sobre esses seres, ensina como e por que mantê-los ocultos em habitats seguros e faz um histórico das normas impostas pelo Departamento para Regulamentação e Controle das Criaturas Mágicas do Ministério da Magia, ao longo dos séculos, para preservar as feras fantásticas e assegurar aos bruxos o prazer de apreciar seus poderes e beleza.”

Na mesma época em que ganhei “Quadribol”, minha mãe comprou “Animais”, e como os dois são super fininhos eu precisei de basicamente algumas horas para terminar as leituras. Se não estou enganada, isso aconteceu entre o lançamento do quarto e do quinto (ou do quinto e do sexto) livros, o que significa que eu estava carente do universo mágico do Harry, e os livros foram bons paliativos.

Assim como “Quadribol”, “Animais” não é essencial para o entendimento da série, mas ajuda os fãs a entenderem o cânon um pouco melhor além de matar saudades de personagens muito queridas, já que o livro é uma “cópia” do livro do Harry, e contém várias anotações engraçadas dele e do Rony. Minha edição é a britânica (essa da imagem que ilustra o post), e tem 88 páginas, então já dá pra ver como é realmente rápido de ler. Não há muito mais o que dizer, a não ser que eu, pra variar, recomendo muito a leitura!

Espero que tenham gostado! Bom resto de semana para todos nós e até a próxima!

Livros extras da série Harry Potter:

1- Animais fantásticos e onde habitam

2- Quadribol através dos séculos

3- Os contos de Beedle, o bardo


Os Contos de Beedle, o Bardo (The Tales of Beedle, the Bard) – J. K. Rowling

Posted on

Oi! Com mais uma semana que começa, achei que o livro de hoje precisava ser um incentivo pra aguentar o tranco – sempre tenho a impressão que as últimas semanas são as mais difíceis! Como contos de fada sempre tiveram um papel especial na minha vida, e os desse livro são especiais, hoje é dia de um dos meus livros mais queridos, “Os Contos de Beedle, o Bardo”.

468522_854

“Os contos foram traduzidos das runas originais pela por Hermione Granger, a partir do velho exemplar herdado por ela. São cinco histórias de fadas diferentes entre si. Histórias populares para jovens bruxos e bruxas, contadas há gerações aos filhos à hora de dormir. Pouco se sabe do passado de seu autor, apenas que Beedle, o Bardo, teria nascido em Yorkshire no século XV e possuía uma longa barba, mas suas histórias foram passadas de geração em geração e têm ajudado muitos pais bruxos – não muito diferente dos contos escritos para pequenos trouxas. Assim como em alguns contos de fadas, as histórias de Beedle podem assustar criancinhas, mas, por outro lado, as inspiram a serem honestas e a usarem seus poderes para o bem, algo que Dumbledore ressalta a todo momento em suas anotações.”

Quem leu a série Harry Potter, já sabe que Os Contos tem um papel importante no último livro da saga, e que é ali que se encontram as respostas para solucionar o grande conflito entre Harry e Voldemort. O livro foi inicialmente impresso em apenas sete cópias, todas manuscritas e decoradas com pedras preciosas; seis deles foram presentes para pessoas envolvidas com a série “Harry Potter” e especiais para J. K., e o sétimo foi leiloado para benefício de uma das instituições de caridade para as quais ela contribui. Como o público ficou muito curioso com a história, ela acabou por publicar da forma tradicional, e assim elas chegaram até nós!

As histórias são mesmo contos de fada para bruxos, e, assim como os contos de fada trouxas, trazem ensinamentos e lições de moral, além de notas e explicações de alguns fatos e significados feitas pelo professor Dumbledore, então se você não leu Harry Potter, ainda pode entender os contos e os detalhes mágicos que eles trazem. Não dá pra falar de cada conto individualmente, porque são só cinco, e isso acabaria com a graça da leitura, mas dá pra dizer que são todos bem legais e que meus favoritos são “O Conto dos Três Irmãos” e “O Coração Peludo do Mago” (que também é, por sinal, bem macabro)! É um livro curtinho, que dá pra ler depressa – o meu foi presente de uma pessoa muito querida, que ia viajar e sabia que eu sentiria saudades; ganhei o livro para me fazer companhia durante a ausência, o que não funcionou porque eu o devorei no minuto que cheguei em casa! Tenho um carinho enorme pela série inteira e por esse livro em especial, então, recomendo!

Espero que tenham gostado! Boa semana para todos nós e até a próxima!

Livros extras da série Harry Potter:

1- Animais fantásticos e onde habitam

2- Quadribol através dos séculos

3- Os contos de Beedle, o bardo


Quadribol Através dos Séculos (Quidditch Through the Ages) – J. K. Rowling

Posted on

Oi! Hoje é aniversário da minha melhor amiga, e eu pedi pra ela escolher o que queria de resenha, já que eu tenho por hábito homenagear as pessoas que mais amo aqui no blog. Como somos duas fãs inveteradas de Harry Potter, não me surpreendi quando ela escolheu “Quadribol Através dos Séculos” para ser o livro da vez.

“Quadribol Através dos Séculos”, de certa forma, compõe a série “Harry Potter”, mas sua leitura não é essencial para o entendimento da série. O livro é mencionado pela primeira vez em “Harry Potter e a Pedra Filosofal” como sendo um guia para o esporte dos bruxos – o Quadribol do título – que Harry lê quando é selecionado para o time de sua casa. Quem o lê primeiro é Hermione, que o faz para tentar aprender voo na teoria. O livro foi escrito pela J. K. e publicado usando material e mão de obra mais baratos, para diminuir o custo; o lucro gerado foi doado para a “Comic Relief“, uma organização de caridade britânica que usa o riso para combater a miséria.

O livro é divertido e simples, não tem uma história com personagens ou uma cronologia de acontecimentos, mas quem acompanhou as aventuras de Harry Potter acaba identificando fatos e acontecimentos do mundo mágico criado pela J. K. O “autor” do livro mesmo é, supostamente, um bruxo muito entendido de quadribol, e J. K. o chamou de “Kennilworthy Whisp”.

Toda a impressão do livro é uma fofura, com imagens explicativas de quadribol e a imitação dos carimbos da biblioteca de Hogwarts – incluindo um aviso nada simpático da bibliotecária, Madame Pince -, um prefácio por Alvo Dumbledore e recomendações de outros bruxos, dizendo o que acharam do livro (considerando-se que alguns deles apareceram ao longo da série, é engraçado ver suas personalidades resumidas em duas ou três linhas). Um livro para fãs de Harry Potter e para quem quer se divertir sabendo um pouco mais sobre o fantástico esporte praticado no ar! Mais do que recomendado!

Espero que tenham gostado! Bom restinho de semana e até a próxima!

Livros extras da série Harry Potter:

1- Animais fantásticos e onde habitam

2- Quadribol através dos séculos

3- Os contos de Beedle, o bardo

P.S.: Ivy, de novo, feliz aniversário! Obrigada por ser essa melhor-amiga-meio-irmã tão incrível e por me deixar ser parte da sua vida! Te amo muito! Felicidades e espero que você tenha gostado (e não se preocupe que você vai ganhar um presente mais legal que esse, tá? rss!)! =)


Harry Potter and the Deathly Hallows – Part 1

Posted on

Oi gente! Eu sei que o objetivo do blog é fazer resenhas literárias, mas o nome do blog é “O mundo da Marina”, e se tem duas coisas que fazem parte do meu mundo, essas coisas são cinema e Harry Potter, então vim até aqui dar a minha opinião mais sincera sobre o filme.

Se você quer ler uma postagem sem spoilers(esse post vai ter alguns, sinto muito!), clique aqui, se não, continue lendo até o final^^

Bom, o filme já começa com uma cena forte, que não está no livro(não descrita, pelo menos, só se faz menção ao acontecimento) mas que fez bastante sentido para a história: a Hermione apagando as memórias dos pais. Eu senti aquele apertinho na garganta, de querer chorar sabe? Me emocionou muito a coragem dela. A sequência da primeira parte inclui todos os acontecimentos do livro até o momento do enterro do Dobby, e termina com Voldemort pegando a Varinha das Varinhas, então o filme ficou com um corte emocionante, na minha opinião.

Eu amei o fato de essa adaptação ter sido tão fiel ao livro, mas tem um problema pra quem não é fã dos livros, ou não conhece a história: as referências aos fatos dos livros anteriores que não foram mostrados nos filmes anteriores são muitas, o que pode confundir. Óbvio que não é meu caso, sou fã da série e já li cada um dos livros (menos o quinto e o último) mais de 100 vezes cada (podem rir. Eu releio até hoje.), então foi apenas um prazer ver as personagens tomando forma.

Gui Weasley aparece nesse filme (lógico, né, afinal ele se casa!), mas Carlinhos não, o que me deixou meio decepcionada. Tem uma cena com a Gina e o Harry que foi mais ou menos… “oi?” mas que eu amei! Foi na cozinha, e ela chega vestida pro casamento e pede pra ele fechar o vestido dela. A cara de sem graça que o Daniel fez foi muuuuito cômica!

Eu chorei com as mortes do Olho-Tonto, Edwiges e Dobby, sendo que a da Edwiges foi tão rápida que eu até assustei, mas mesmo assim foi a coisa mais triste que eu já vi (só conseguia pensar na Penélope, que também é branquinha, credo!)! Eu ri em alguns momentos, como por exemplo quando Rony toca piano com Hermione (claramente tentando impressioná-la) e parece que vai quebrar as teclas, ou quando, depois do ataque dos Comensais na rua de Londres onde eles foram parar, quando a Hermione reclama que não conseguiram comemorar o aniversário de Harry, e conta que ela e Gina tinham feito um bolo.

Uma das cenas mais adoráveis é a cena em que Harry quer animar Hermione, que está devastada pela partida de Rony, e dança com ela. Daniel parece ter melhorado desde o Cálice, que foi sua única cena de dança na franquia, mas não tanto assim. A cena em que se conta a história dos Três Irmãos, e consequentemente das Relíquias, é muito boa, foi feita uma animação, e eu vou querer em DVD só pra ver essa animação várias vezes!

Eu poderia ficar horas falando sobre o filme, sobre o efeito que ele causou em mim, e sobre como Harry Potter mudou a minha vida, mas eu não posso. Não posso porque me conheço, e sei que vou chorar, porque com o fim dos filmes no ano que vem, o último resquício dos melhores livros que eu li na vida, os últimos resquícios da minha infância e adolescência irão embora, e eu quero deixar meu luto para o final. Harry Potter mudou o mundo, e me mudou, também. Daqui a muitos anos, eu sei que continuará mudando as pessoas, e passando as mensagens tão lindas que sempre passa para todos nós. E eu sei que alguma outra menina, comum, de cabelos e olhos castanhos e apaixonada por leitura vai ler esse livro, e quem sabe, sentir as mesmas coisas que eu senti. Desculpem pelo post.

Marina


Harry Potter, última parte

Posted on

Oi gente! Demorei pra vir aqui postar, né? É que ando muito ocupada na faculdade, e meu semestre vai até setembro! mimimi! Bom, essa semana, além desse post – o último da série Harry Potter, já podem comemorar! – vem mais um, com outra indicação de livro, ok? Vamos nessa? Então vamos!

Harry Potter and the Order of the Phoenix é o quinto livro da série, e o primeiro a me deixar do lado de fora da livraria, esperando ansiosa! Foi lançado num sábado, e a livraria só abria as duas horas da tarde. Eu convenci meus pais a irmos almoçar no shopping e de lá nós ficamos esperando abrir. Meu pai tava tão ansioso pra ir pra casa, que convenceu a moça a atender a gente mais cedo! Eu lembro que minha irmã não ficou nada feliz por eu ler o livro primeiro, mas fato é que eu leio muito mais rápido do que ela, então, nada mais justo! hihihi!

Bom, nesse livro, temos um acontecimento muito triste, que não vou contar qual é, por que tem gente que visitou o blog e que não leu Harry Potter ainda, então, nada de spoilers indesejados, né? O que eu sei é que esse acontecimento me deixou muito triste, e meio desamparada, por que fiquei imaginando como as coisas seriam sem aquele fator ‘x’ que foi tirado da história, mas obviamente que a J. K. não me decepcionou!

A história desse livro se passa em torno não só do retorno do Harry para seu quinto ano em Hogwarts, mas também da Ordem da Fênix, que é uma organização criada pelo Dumbledore quando o Voldemort estava no auge do seu poder, antes de sumir do mundo bruxo. Achei muito interessante notar as reações do Ministério da Magia quanto ao retorno do Voldemort, e como eles lidam com isso, inclusive como aquele *&%#@! do Cornélio Fudge trata o Harry e o Dumbledore! Sério, é incrível como ele é um péssimo ministro da magia!

Bom, vamos adiante antes que eu esqueça de falar do resto… Harry Potter and the Half Blood Prince fala sobre o sexto ano do Harry em Hogwarts, e como ele enfrenta, junto com o resto da comunidade bruxa, o fato de que Voldemort voltou ao poder. Além disso, Dumbledore parece ter descoberto um jeito de aniquilar o vilão, e ele e o Harry vão ter que vasculhar o passado para descobrir mais pistas!

Esse livro é eletrizante! Com um certo acontecimento muito triste mais pro final, podemos ver um pouco sobre a cultura bruxa com relação a… não vou dizer! hihihi!

O último livro é o Harry Potter and the Deathly Hallows, e conta as aventuras do Harry naquele que seria o seu último ano de Hogwarts, que ele tem que abandonar para tentar acabar com Voldemort, e assim, livrar o mundo bruxo dele de vez! Temos um CASAMENTO nesse livro, e é super legal ver como é no mundo bruxo! O final, muito comentado por todo mundo, é surpreendente, e eu adorei, de verdade! Nem me interessa se a maioria das pessoas achou bobo, eu adorei!

Bom gente, afinal, terminamos! Se vocês quiserem que eu faça um post extra sobre “Os contos de Beedle, o Bardo“, “Animais Fantásticos e Onde Habitam” e “Quadribol Através dos Séculos“, é só pedir nos comentários, ok?

Bom gente, espero que tenham gostado! Eu sei que é maçante ler sobre algo que a gente está cansado de ver, mas sendo uma das minhas séries de livros preferida, eu não poderia deixar de escrever sobre ela! Grandes beijos a todos, e eu prometo voltar ainda essa semana, com mais livros!

Ah! Uma coisa só: resovi “imitar” a Camila, lá do Leitora Compulsiva, e colocar uma aba ali em cima, pra vocês pedirem o que querem ver aqui! Pode ser qualquer livro, mesmo que eu não tenha lido! Dou um jeito de ler e comentar aqui, ok? Se quiserem dar uma olhada no que eu já li, passem lá no meu skoob: http://www.skoob.com.br/usuario/mostrar/130939/

Beijos grandes para todos e boa semana!