Vida Assistida (Life Support) – Tess Gerritsen

Posted on

Oi! Mais uma semana cheia começando e eu escolhi falar de um livro policial, pra dar aquele incentivo pra aguentar o rojão. É dia de “Vida Assistida”, da maravilhosa Tess Gerritsen!

Vida assistida

“A idealista Toby Harper trabalha no tranquilo turno da noite da emergência do Hospital Springer. O horário permite que ela se dedique à mãe, que sofre de Alzheimer. Mas esta rotina está prestes a desabar, depois que ela admite um homem em condições críticas causadas por uma possível infecção viral do cérebro. O paciente mal responde ao tratamento e, então, desaparece sem deixar pistas. Antes que Toby possa encontrá-lo, um segundo caso ocorre, revelando um fato terrível: o vírus só pode ser transmitido através da troca direta da tecidos. Seguindo uma pista de mortes que vai de uma jovem prostituta grávida de 16 anos até a sua própria casa, Toby descobre o impensável: a epidemia não aconteceu espontaneamente — alguém a deflagrou.”

Eu comecei a ler os livros da Tess há uns 5 anos, mas fiquei surpresa de perceber que nunca resenhei nada por aqui! Vou remediar essa situação, começando já, porque é uma autora excelente e que sabe apavorar! “Vida Assistida” me deixou completamente agoniada o tempo inteiro que eu lia, porque a narração da Tess vai te envolvendo devagar, até que são três da manhã e você está devorando as últimas páginas porque simplesmente “precisava saber o que ia acontecer”. Ela é médica aposentada, então seus livros que tem elementos da medicina são bem realistas, e seu dom pra escrita, combinado aos conhecimentos adquiridos na profissão anterior são uma bomba (no bom sentido) para o leitor, que recebe de presente um thriller simplesmente maravilhoso!

Além da narrativa fácil de acompanhar – e viciante -, as personagens da Tess são muito bem traçadas, extremamente realistas. Acho que esse é um dos fatores que fazem com que seus livros sejam tão interessantes – e acho que ela consegue criar essas personagens porque tem um conhecimento bem impressionante sobre a natureza humana. Isso tudo posto, tenho que dizer que, dos livros dela que li até agora, a protagonista deste foi a que menos gostei! Toby é muito bobona e demora a ver o que está bem em baixo de seu nariz, e isso me deixou meio zangada durante a leitura. Como as personagens secundárias também não me chamaram a atenção, vou recomendar o livro sim, mas por causa da história em si, que é bem legal! Pra quem gosta de investigações, histórias macabras e dramas, Tess Gerritsen é sempre a pedida ideal – e, pra vocês terem ideia, até o Stephen King a adora!

Espero que tenham gostado! Bom fim de semana para todos nós e até a próxima!