Traição Mortal (Betrayal in Death) – J.D.Robb

Oi! Completamos um ano resenhando a série Mortal! Ainda falta bem o dobro de livros já traduzidos no Brasil, mas eventualmente chegaremos lá! Semana que vem teremos o próximo post sobre Paris, com algumas dicas gerais da cidade, mas por enquanto vamos de “Traição Mortal”.

traicao-mortal1

Pode conter spoilers involuntários dos livros anteriores

“No luxuosíssimo Roarke Palace Hotel, uma camareira entra na suíte 4.602 para a habitual troca de lençóis e toalhas, mas encontra, na verdade, o seu pior pesadelo: seu assassino, que a estrangula com um fino fio de prata. É mais um ataque do conhecido Sly Yost, apreciador de boa música, bons vinhos e homicídios. Um assassino de aluguel bem conhecido pela tenente Eve Dallas. O problema é que, neste caso intrincado, conhecer o matador não a ajuda a elucidar o crime, pois existe mais alguém envolvido. Alguém com motivos pessoais. E Eve é obrigada a enfrentar a aterrorizante possibilidade de que o alvo verdadeiro de tudo isso seja, na verdade, o seu marido Roarke.”

Bom, nesse livro temos um desenvolvimento maior do relacionamento da Peabody e do McNab, com uma crise de ciúmes hilária – e completamente infundada – dele. Não temos novas personagens aparecendo a não ser por um amigo do Roarke que aparece diretamente do passado dele e que tem planos de roubá-lo. Todo o mistério, além de interessante, traz muitos elementos do passado do bonitão irlandês, e cada vez que dá pra ver um pedacinho a mais dele eu fico feliz! Não temos muitas novidades com relação à Eve ou seu passado, o que foi legal, já que assim dá pra ter gostinho de novidade em outros livros sem ficar cansativo. Foi um dos livros que eu mais gostei na série e recomendo muito muito mesmo!

Espero que tenham gostado! Bom fim de semana para todos nós e até a próxima!


Tem algo a acrescentar?