Três Metros Acima do Céu (Tre Metri Sopra il Cielo) – Federico Moccia

“Io e te, tre metri sopra il cielo.”

Federico Moccia – Tre Metri Sopra il Cielo

Oi! Pra combinar com o meu humor tempestuoso, um livro tempestuoso. Pra quem gosta de Federico Moccia essa história é imperdível; hoje é dia de “Três Metros Acima do Céu”.

Babi é uma menina privilegiada, uma verdadeira patricinha Romana, que estuda em uma escola só para meninas. Boa aluna, obediente e educada, só se espera dela que continue estudando para entrar em uma boa universidade e que tenha uma família tão estruturada quanto a que seus pais formaram. Step é um jovem dois anos mais velho que Babi – ela tem 17 – que fez algo terrível em seu passado, e que se transformou num delinquente juvenil de primeira. Envolvido em “pegas” de moto, em corridas clandestinas e em espancamentos, ele não tem nada em comum com ela. Até o dia em que invade uma festa em que ela está e os caminhos dos dois se cruzam. Do ódio inicial surge um amor profundo, que muda a vida dos dois: Babi já não é mais a boa menina que sempre obedece aos pais, e Step começa a perceber que não pode tratá-la como sempre tratou as mulheres; um amor que enfrenta muitos desafios, especialmente depois de uma tragédia que altera completamente a vida dos dois.

O enredo parece – e é – bem simples: bad boy que se apaixona pela “princesinha”, e um amor que transforma os dois: ela passa a ser menos menininha, menos dependente da aprovação dos pais e ele passa a ser meio “príncipe às avessas”. O que mudou essa história é a narrativa. Moccia conta a história de tal forma que não tem como não se envolver, torcer e esperar por um final feliz. Depois que terminei a leitura, fiquei surpresa ao descobrir que existe uma continuação para a história, mas ainda não tive coragem de ler, já que fiquei com todos os sentimentos que o livro me despertou muito em carne viva – e além disso, dá pra ler só esse livro sem problema nenhum, já que o final termina a história, de uma certa forma.

As personagens são meio estereotipadas, mas são muito boas. Babi é tão certinha no início que chega a ser engraçado, e Step é tão errado que chega a dar nos nervos. Com a evolução do livro, no entanto, os dois vão melhorando – mas não dá pra ignorar o uso de técnica de escrita aqui, afinal, se não fossem melhorando juntos não seriam “certos um para o outro”. Como personagens secundárias, gosto de Pallina e Pollo, os melhores amigos de Babi e Step, respectivamente. A irmã de Babi, Daniela, é muito engraçada e bem desmiolada, gostei dela também.

O livro é muito bom, e é diferente do que se espera de uma história assim. O final, certamente, não é o mesmo que se vê por aí nas histórias de amor água-com-açúcar que derivam de uma sinopse como a deste livro. Um livro diferente, surpreendente, e muito bom. Gostei muito e recomendo, de verdade. A combinação de sentimentos que ele traz com certeza vai mostrar ao leitor o motivo de eu ter dito, logo no início da resenha, que ele é tempestuoso.

Espero que tenham gostado! Bom fim de semana para nós e até a próxima!

3MSC:

1- Três Metros Acima do Céu (Tre Metri Sopra il Cielo)

2- Sou Louco por Você (Ho Voglia di Te)


2 thoughts on “Três Metros Acima do Céu (Tre Metri Sopra il Cielo) – Federico Moccia

    • Oi Camis! Eu acho que o negócio do Moccia é exatamente esse: ou gosta, ou odeia, eu gosto muito!

      O livro tem uma continuação, mas você não precisa lê-la se quiser. Esse daqui dá um final pra história já!

      Beijos!

Tem algo a acrescentar?